«Amores e saudades de um português arreliado», novo livro de Miguel Esteves Cardoso, sai a 22 de abril

pe-arreliaAmores e saudades de um português arreliado é o nome do novo livro de Miguel Esteves Cardoso, a editar a 22 de abril, sucedendo assim ao êxito que se revelou Como é linda a puta da vida. Mais uma vez trata-se de uma edição Porto Editora.
No prefácio do livro, MEC, como é conhecido o autor, explica que «dantes tentava escrever coletivamente, generalizando sempre que podia», mas que, atualmente, tem aprendido que «é melhor» escrever sobre os próprios sentimentos, porque «os leitores facilmente apagam e substituem os objetos de amor, saudade e arrelias» que o agitaram. Até porque, prossegue, «uma emoção bem contada é uma emoção que toda a gente sente». E remata: «A melhor coisa que pode acontecer a quem escreve é alguém, do outro lado, pensar “sim, é mesmo assim”».
Amores e saudades de um português arreliado é apresentado a 3 de maio, em Lisboa, na nova loja A Vida Portuguesa, no largo do Intendente, e a 10 de maio, no Porto, na Casa das Artes.

Sobre o livro: «“A única coisa é a vida. A única coisa é a vida de cada um. Sem vida, nada feito. Viver não é a melhor coisa que há: é a única coisa. Cada momento da vida não é único. Mas há momentos únicos. A nossa felicidade não é passá-los como quisermos. É dar por ela a aproveitá-los. (…) A única coisa é saber que um dia virá em que nos será tirada a vida. Para sempre. Mas, por sabermos isso, não podemos perder tempo a pensar nisso. (…) A única coisa é estar aqui, agora, a escrever isto. Enquanto posso. Enchendo-me de alegria.”»

«Como é linda a puta da vida», assegura Miguel Esteves Cardoso no seu novo livro de crónicas

pe-lindaA 22 de abril vai ser publicado um novo livro de crónicas de Miguel Esteves Cardoso, intitulado Como é linda a puta da vida, que assinalará a sua estreia na Porto Editora, após uma transferência pacífica da Assírio & Alvim, que agora pertence ao mesmo grupo editorial. Tão pacífica que os quatro livros anteriores de MEC, como também ficou conhecido, terão novas edições, com capas belíssimas do ilustrador Rui Ricardo, autor também, naturalmente, do design de Como é linda a puta da vida. Assim, estarão de regresso A causa das coisas, O amor é fodido, Os meus problemas e Explicações de Português explicadas outra vez.
A apresentação dos cinco livros vai acontecer no Porto, a 27 de abril, às 17h00, no âmbito do ciclo literário Porto de Encontro (Biblioteca Municipal Almeida Garrett, aos Jardins do Palácio de Cristal).

Sobre o livro: «Este livro é a primeira coleção de crónicas publicadas pela Porto Editora e é aqui que tenho de deixar o meu apreço agradecimento e amizade pela minha editora de sempre, a Assírio & Alvim.
Aturaram-me durante 27 anos. Se eu conseguir induzir a Porto Editora no mesmo erro terei 84 anos quando chegar a hora difícil de me despedir dela. Qualquer casamento que dura 27 anos e que, apesar de acabar, não acaba mal ou a mal, pode considerar-se um casamento feliz.
Este livro não é o princípio de uma nova vida; Deus me livre. É a celebração de uma vida velha, cheia de novidades que envelhecem mais devagar do que eu.

(Do Prefácio)»
pe-causape-amorpe-meus

pe-explica