A nova «face» da coleção Dois Mundos (Livros do Brasil)

As vinhas da iraEis algumas das capas da renovada coleção Dois Mundos, da Livros do Brasil, que agora está nas mãos do grupo Porto Editora.
As novas capas foram idealizadas pelo ateliê de Jorge Silva e em março começam a surgir nas livrarias os primeiros exemplares desta coleção inesquecível, como, por exemplo, As Vinhas da Ira, A Pérola e O Inverno do Nosso Descontentamento, de John Steinbeck, O Adeus às Armas e Paris é uma Festa, de Ernest Hemingway, A Condição Humana, de André Malraux, Música para Camaleões, de Truman Capote, e Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf.
O inverno do nosso descontentamento Paris é uma festa A Pérola Mrs Dalloway Música para camaleões A condição humana O adeus às armas





Livros do Brasil renasce nas mãos da Porto Editora – Nova vida para autores como Camus, Malraux, Hemingway e Steinbeck

lb1A Porto Editora chegou a acordo para comprar a Livros do Brasil e já nas primeiras semanas de 2015 vão começar a ser lançados livros desta histórica editora (fundada em 1944) com «renovado trabalho editorial» e apresentando novo tratamento gráfico.
Este acordo, segundo um comunicado de imprensa da Porto Editora, vai permitir a preservação da chancela e de grande parte do seu vasto catálogo, onde constam autores como Albert Camus, André Malraux, Ernest Hemingway e John Steinbeck e que inclui coleções de referência como a Dois Mundos, a Vampiro e as Obras de Eça de Queiroz. A Livros do Brasil vai ser trabalhada pelo editor Manuel Alberto Valente, com a colaboração de Vasco David (Assírio & Alvim) e João Duarte Rodrigues (Sextante).
No mesmo comunicado, Vasco Teixeira, administrador do Grupo Porto Editora, afirma que «o objetivo é assegurar que um conjunto importante de obras literárias esteja facilmente disponível para os leitores».