«Miss Peregrine» passa com distinção do papel ao grande écrã

mppEstreia esta quinta-feira, 29 de setembro, o novo filme de Tim Burton, O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares, uma obra que adapta ao grande ecrã um romance juvenil que, curiosamente (ou talvez não), tem muito que ver com o mundo do excêntrico e inovador realizador norte-americano.
O romance em causa, da autoria de Ransom Riggs, já foi lançado há uns anos, há cerca de quatro, na altura na Contraponto e mais recentemente numa nova edição na Bertrand, e então escrevi a minha (boa) opinião sobre o mesmo, que poderá ser recordada aqui. Mais tarde seguiu-se Cidade sem Alma e ainda se aguarda pela edição portuguesa do terceiro volume, Library of Souls.
Enquanto não chega este último, os fãs da série podem entreter-se, então, com o filme, uma bela adaptação que tem tudo para agradar a gregos e troianos, ou seja, a fãs de Riggs e de Burton. Mesmo não atingindo o nível das melhores obras de Burton (mas a verdade é que não podemos esperar inovação a cada filme), é um belo filme que respeita a alma do livro de Riggs, que já por si parecia ter sido escrito à medida de Burton. Basicamente… estava a pedi-las. Ou seja, «sorte» de quem nunca viu um filme de Tim Burton, pois ao ver este poderá ter o baque que outros tiveram com Eduardo Mãos de Tesoura.
Inegável é o papel preponderante dos bons atores presentes, com natural destaque, num filme com muitos jovens, para os «veteranos» Samuel L. Jackson e Eva Green. Só por estes dois valeria a pena, mas a verdade é que se trata de uma boa história, com as suas alterações (algumas significativas) em relação ao livro, para o tornar mais adequado ao modo cinematográfico. O que é bom para quem leu o romance, pois afinal há novidades em perspetiva, o que, aliado ao espetáculo visual de qualquer filme de Tim Burton, à história consistente e imaginativa e ao bom desempenho dos atores, garante um belo momento cinematográfico.
Falta, como já referi, um pouco de inovação, mas o que haveria de fazer Tim Burton com um livro que até parece escrito «para ele»?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s