«Não se encontra o que se procura», novo livro de Miguel Sousa Tavares, à venda a 3 de dezembro

capaNão se fie no título e se procurar já poderá encontrar, a partir de 3 de dezembro, o novo livro de Miguel Sousa Tavares, Não se Encontra O Que Se Procura, uma edição Clube do Autor. O livro reúne memórias e histórias pessoais, relatos de viagens e diários.
O livro será apresentado no próprio dia 3 de dezembro, pelas 20h00, na Fnac do Chiado, em Lisboa.
Jornalista e escritor, Miguel Sousa Tavares é o autor de campeões de vendas como Equador e Rio das Flores.

Sobre o livro: «Nesta viagem fora do seu quarto, o autor transporta-nos ao seu mundo mediterrâneo, ao sul de Portugal, à Croácia, a Roma, à Sicília, ao Brasil e aos lugares da História por onde passaram figuras gigantes. No regresso a casa, explica a razão da sua escrita. Neste livro, a sós com as palavras, Miguel Sousa Tavares viaja para dentro de si para partilhar aquilo que só os grandes contadores de histórias sabem fazer, seguindo o lema: “viajar é sonhar”.
unnamed(Foto de Oxana Lanin)

É fácil dizer que se morre por amor, mas não é fácil, de facto, morrer por amor. A maior parte das vezes, curte-se o desgosto, limpam-se as armas e sai-se de novo em campanha.

Se pudesse ter uma vida paralela, gostaria de ter a vida de um caracol, carregando comigo a casa e plantando-a onde houvesse sol e silêncio, onde houvesse mar e espaço, onde houvesse tempo e distância. Onde houvesse essa improvável e louca hipótese de ser feliz fora do mundo.»

One response to “«Não se encontra o que se procura», novo livro de Miguel Sousa Tavares, à venda a 3 de dezembro

  1. Fernanda Matias

    Caro Miguel Sousa Tavares
    Saí de casa, nestes dias tão frios, para ir comprar o seu último livro do qual dei conta pela Revista Sábado.
    Li-o compulsimamente durante uma deste fim de semana maior, como aconteceu com outros em especial Equador , Madrugada Suja, no Teu Deserto, Não te deixarei Morrer………e, volto a eles como á poesia da sua Mãe.
    Eu, “se tivesse uma vida paralela”, queria ser tão livre quanto o Miguel..
    Obrigada por ser um cidadão presente através da escrita e da palavra..

    Fernanda Matias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s