«O Meu Irmão», de Afonso Reis Cabral, vence Prémio Leya 2014

ARCO Meu Irmão, romance de Afonso Reis Cabral, foi hoje anunciado como vencedor do Prémio Leya 2014 (no valor de 100 mil euros), tendo obtido a unanimidade do júri, composto pelos escritores Manuel Alegre (presidente), Nuno Júdice, Pepetela e José Castello, e ainda por José Carlos Seabra Pereira, professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Lourenço do Rosário, reitor do Instituto Superior Politécnico e Universitário de Maputo, e Rita Chaves, professora da Universidade de São Paulo.
O livro, segundo informa a Leya no seu site, «trata de um tema delicado, que poderia suscitar uma visão sentimental e vulgar: a relação entre dois irmãos, um deles com síndrome de Down». A realidade, revela ainda a Leya, «é trabalhada de uma forma objectiva e com a violência que estas situações humanas podem desenvolver, dando também um retrato social que evita tomadas de decisão fáceis, obrigando a um investimento numa leitura que nos confronta com a dificuldade de um mundo impiedoso». Ressalva, por fim, a editora que há «uma tonalidade lírica na relação que se estabelece entre dois deficientes e que salva, através de apontamentos de poesia e de humor, o desconforto de quem vive este problema».

Biografia do autor divulgada no site da Leya: «Afonso Reis Cabral nasceu em Lisboa em 1990 e cresceu no Porto onde estudou, no Colégio dos Cedros até ao 9º ano e na Escola Secundária Rodrigues de Freitas. Em 2005 publicou o livro de poemas Condensação onde reúne poemas escritos entre os 10 e os 15 anos. Afonso escreve desde os 9 anos, começou na poesia e depois experimentou a prosa. Em 2008 ficou em 8º lugar no “7th European Student Competition in Ancient Greek Language and Literature” entre 3532 concorrentes de 551 escolas europeias e mexicanas. Foi o único português a concorrer.
É licenciado em Estudos Portugueses e Lusófonos, pela Universidade Nova de Lisboa, instituição de onde tem, também, um mestrado em Estudos Portugueses. Trabalhou como revisor em diversas editoras e sempre se imaginou a trabalhar na área cultural. Atualmente trabalha numa editora.»
(Foto do autor cedida pela Leya.)

Vencedores do Prémio Leya

 2008

O Rastro do Jaguar – Murilo Carvalho

2009
O Olho de Hertzog – João Paulo Borges Coelho

2010
Não atribuído

2011
O teu rosto será o último – João Ricardo Pedro

2012
Debaixo de Algum Céu – Nuno Camarneiro

2013
Uma Outra Voz – Gabriela Ruivo Trindade

2014
O Meu Irmão – Afonso Reis Cabral

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s