Edição revista e aumentada de «A Última Dama do Estado Novo», de Orlando Raimundo, para ajudar a entender o marcelismo

dq-A Última Dama do Estado NovoA Última Dama do Estado Novo e Outras Histórias do Marcelismo, ensaio biográfico da autoria do jornalista Orlando Raimundo, acaba de ser editado pela Dom Quixote numa versão revista e aumentada. A obra, originalmente editada em 2003, partilha novas revelações que ajudam a entender o que foi marcelismo e o papel do império no imaginário e na política do século XX.

Sobre o livro: «Orlando Raimundo – o jornalista que trouxe ao conhecimento público o famoso documento encontrado nos Arquivos de Salazar (de início atribuído a Franco Nogueira mas que veio a saber-se ser de André Gonçalves Pereira), propondo abdicar das colónias menos importantes para resistir em Angola e Moçambique – vem revelar aqui as suas origens modestas, a ajuda dos amigos na sua formação, o núcleo de pressão que o levou ao poder, o drama vivido com a doença da mulher, a forma como a filha, Ana Maria Caetano, foi condenada a assumir o papel de primeira-dama – desistindo do casamento com Adriano Moreira, então um advogado de grande prestígio – e, por fim, as determinações frias e racionais sobre a questão colonial que acabaram por levar à queda do regime em 1974 e ao seu exílio no Brasil.»

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s