Novidades Editoriais de Maio (V)

?????????????????????Angola – As Ricas Donas – Isabel Valadão (Bertrand)
«Entre os séculos XVIII e XIX, a cidade de Loanda alternou períodos de grande desenvolvimento com outros de pura estagnação, consoante os governos vigentes no Reino e suas diferentes políticas ultramarinas. Tal como vinha acontecendo já desde o século XVII, três constantes marcaram a história de Loanda: o tráfico atlântico da escravatura, a deportação ou degredo de criminosos para Angola e a superioridade das famílias crioulas, ou luso-descendentes, às quais pertenciam as Ricas-Donas. As estórias destas mulheres acabariam por se fundir com a história da cidade de Loanda e não será possível dizer com propriedade como teriam sido as suas vidas. Embora ficcionadas, estas poderão ter sido as estórias das Ricas-Donas de Loanda.
Neste novo livro, Isabel Valadão procura “a partilha com os leitores de pedaços do passado da História de Angola e, desse passado, as estórias das inúmeras personagens que neles ganharam vida, sobretudo daqueles em que fixei a minha investigação – as Donas [Loanda, Donas e Senhoras] e a marca que de si deixaram até aos nossos dias e de quem tão pouco se fala. E também a gente anónima que sofreu a ignomínia da escravidão humana.
Neste livro, chegam-nos as palavras de uma Eufrosina ressuscitada, saída desse tempo ancestral para estas páginas.”»

pe-malA Hipótese do Mal – Donato Carrisi (Porto Editora)
«Todos nós já sentimos, em algum momento, o desejo de desaparecer. De deixar tudo para trás. Para alguns, isso transforma-se numa obsessão que os consome e engole, até que acabam por desaparecer na escuridão. Todos se esquecem deles. Todos, menos Mila Vasquez, investigadora no Gabinete das Pessoas Desaparecidas.
Sem que ninguém o conseguisse prever, indivíduos que se esfumaram no vazio há vários anos regressam com intenções obscuras. Uma série de crimes, sem relação aparente entre si, traz consigo uma descoberta surpreendente: os seus autores são pessoas que se pensava desaparecidas para sempre. Onde estiveram durante tanto tempo? E porque regressaram? Qual o plano maléfico a que obedecem?
Mila percebe que para travar este exército das trevas não lhe bastam os indícios. Tem de dar à escuridão uma forma, um sentido, precisa de formular uma hipótese sólida, convincente, racional… A Hipótese do Mal.»

pe-tempestadeCoração da Tempestade – Jesmyn Ward (Porto Editora)
«Observando Esch, ninguém poderia adivinhar que um grande furacão, o Katrina, ameaçava seriamente a sua vida…
Ela tem apenas 14 anos e maravilha-se com tudo o que lhe acontece: descobrir o amor e ficar grávida, por exemplo, ao mesmo tempo que a cadela Pit Bull China tem uma ninhada de cães que traz uma grande alegria aos seus três irmãos: Júnior, o mais novo e curioso de todos, Skeetah, que admira aqueles cães como forças da natureza, e Randall, que espera obter com a venda da ninhada os meios para seguir uma carreira no basquetebol.
Os avisos de um furacão cada vez mais poderoso a formar-se ao largo do Golfo do México e em rota de colisão com a região pobre de Bois Sauvage, onde Esch vive, só lhe chegam como rumores vagos, principalmente do pai ausente e frequentemente bêbedo, em constante alvoroço entre alguns biscates e o recolher de materiais para fortificar a casa contra o cataclismo que se avizinha.
Pode esta família de crianças sem mãe, e de pai distante, continuar a viver os seus sonhos e fantasias no meio da pobreza e sob a ameaça de um desastre natural?
O amor que os une é praticamente o único recurso que possuem e a força da sua inocência terá de vencer a força do furacão.»

ts-A Minha Outra MetadeA Minha Outra Metade – Marianne Kavanaugh (Topseller)
«Conheça a Tess. Uma rapariga jovem, obcecada por roupas vintage, presa a um trabalho que detesta. Desde a faculdade que namora com o maravilhoso, escultural e bem-sucedido Dominic, e tem um apartamento fantástico que partilha com a sua melhor amiga, Kirsty. Mas se a sua vida pessoal corre assim tão bem, porque é que se sente destroçada sempre que lhe perguntam pelo futuro?
Conheça o George. Um músico de jazz brilhante, que passa quase tanto tempo a resolver as discussões entre os membros da sua banda, como passa com o seu pai enfermo. Pelo caminho, tenta corresponder às altas expetativas da sua mulher corretora, com quem nunca deveria ter casado. Para um tipo que sempre acreditou no romance, o lado prático e deprimente da vida dos vinte e tais é para ele um choque. George procura algo mais… e alguém especial. Se ao menos os seus caminhos se cruzassem…
Siga Tess e George ao longo de uma década de maus namoros, jantares e festas caóticas, aniversários mágicos, empregos sem saída, relações desiguais, e muitos recomeços.»

asa-quandoQuando Aqui Estavas – Daisy Whitney (ASA)
«A mãe de Danny perdeu a batalha de cinco anos contra o cancro, três semanas antes de ele acabar o secundário – o dia porque ela mais esperara.
Agora Danny fica sozinho, apenas com as suas memórias, o seu cão, e a ex-namorada que lhe destroçou o coração. Não sabe o que fazer com a casa, o que dizer no discurso da formatura, e muito menos como viver ou ser feliz.
Então uma carta de uma amiga da mãe em Tóquio fá-lo largar tudo e viajar até ao outro lado do mundo para descobrir os segredos da mãe – e perceber por que motivo os seus últimos meses foram tão cheios de alegria. Porém, não é capaz de encontrar as respostas ou de fugir às complexidades da sua relação com Holland apenas por atravessar o oceano. Porém, entre as flores de cerejeira, os templos e as multidões da cidade de néon, e com a ajuda de uma jovem japonesa amiga da mãe, começa a ver que talvez não tenha sido a magia antiga ou os tratamentos místicos que faziam a mãe regressar ao Japão. Talvez o segredo de como viver resida na forma como ela morreu. E como amou. Repleto de humor, emoção crua, uma voz forte e uma fantástica cadela chamada Sandy Koufax, Quando Aqui estavas explora as duas forças mais poderosas conhecidas pelo homem – morte e amor.»

k_como_viver_777_frases_finalComo Viver (ou não) em 777 Frases de Fernando Pessoa – Fernando Pessoa/Richard Zenith (organização) (Quetzal)
«Não ensines nada, pois ainda tens tudo que aprender.
Quando puderes dizer o teu grande amor, deixa o teu grande amor de ser grande.
O coração, se pudesse pensar, pararia.

Um livro de autoajuda de um dos maiores autores de Língua Portuguesa de todos os tempos. Disposto em 7 secções temáticas, precedidas por 7 frases preparatórias e sucedidas por uma conclusão em 7 frases, este é um extraordinário conjunto de reflexões e conselhos úteis para lidarmos com o misterioso e nem sempre cómodo facto de existirmos.
A Vida Vivida / A Vida Eterna / A Vida da Imaginação / A Vida Afectiva / A Vida Pensada / A Vida do Eu Inúmero / A Vida não Vivida. Todos os grandes temas tratados em pequenos trechos de uma imensa genialidade. Para ler de rajada, ou como um oráculo ou um Livro de Horas.»

pe-lobosLobos Cinzentos –Robert Muchamore (Porto Editora)
«Primavera de 1941.
Os submarinos alemães patrulham o Atlântico Norte, afundando os navios carregados com a comida, o combustível e as armas de que a Grã-Bretanha necessita para sobreviver.
E, enquanto a Marinha Real perde a guerra no mar, seis jovens agentes terão de se infiltrar na Europa ocupada e sabotar uma base de submarinos na costa ocidental francesa.
Se os submarinos não forem travados, o povo britânico morrerá à fome.
Para efeitos oficiais, estas crianças não existem…»

ca-contagioContágio – Jonah Berger (Clube do Autor)
«Contágio, de Jonah Berger, professor de Marketing na Wharton School, é um livro baseado em pesquisas inovadoras na área das ciências sociais e revela histórias poderosas sobre os nossos hábitos de vida e de consumo. Se alguma vez se interrogou porque são partilhadas certas histórias, porque são reencaminhados alguns e-mails, ou porque há vídeos que se tornam virais, este é o livro certo para si.
Das pulseiras Livestrong ao iogurte grego, passando pela música “Gangnam Style” à moda das dietas, este livro refere alguns dos mais conhecidos exemplos de fenómenos virais. Ou seja, são casos em que certos produtos, ideias ou modos de vida se difundiram pela sociedade em larga escala. Jonah Berger explica quais os passos a seguir para transformar um produto num fenómeno viral.»

ver-ezraT. S. Eliot e Ezar Pound – Uma tentativa de aproximação às suas vidas e às suas obras – Fernando Guedes (Verbo)
«Este volume é constituído por quatro textos sobre dois dos mais significativos poetas da literatura inglesa do século XX.
– T. S. Eliot
The Waste Land — oitenta anos depois
T. S. Eliot — The Waste Land e depois

– Ezra Pound
Uma aproximação a Ezra Pound e ao seu processo de criação poética
Uma tentativa de leitura de Os Cantos de Ezra Pound

Entre 1908 e 1910 partiram dos Estados Unidos para a Europa dois jovens intelectuais que se haviam de tornar, cada um à sua maneira, nos dois mais notáveis poetas anglo-americanos do século XX. O mais velho, nascido em 1885, utilizou sempre o escândalo social como forma de estar na vida. Chamava-se Ezra Pound. O segundo, Thomas Stern Eliot, era já a imagem que ainda podemos ter do gentleman inglês, apesar de nascido no Missuri (em 1888), educado na Nova Inglaterra e aluno de Harvard.»

Capa Jogo de Vida ou MorteJogo de Vida ou Morte – Luís Aguilar (Vogais)
«“Se perderem por quatro golos contra o Brasil, não voltam a ver as vossas famílias.”
Mobutu, ex-presidente do Zaire, dirige-se aos jogadores da selecção do seu país desta forma, no Mundial de 1974, realizado na Alemanha. O Brasil enfrenta o Zaire e precisa de ganhar pelo maior número de golos para se apurar para a fase seguinte. Minuto 79: o marcador está 3-0 a favor dos brasileiros. Livre directo para o Brasil à entrada da área. Rivelino prepara-se para bater a bola. Ilunga está na barreira do Zaire. O seu colega olha para ele e diz: “Vê se não há qualquer buraco nesta barreira ou vamos todos ter problemas.”
Ao olhar para Rivelino e ouvir estas palavras, Ilunga entrou num estado de desespero, medo e ansiedade. Nessa altura acontece um dos momentos mais insólitos da história dos mundiais de futebol. Ilunga sai da barreira e pontapeia a bola antes que o jogador brasileiro o faça. Levou um cartão amarelo e foi alvo de chacota generalizada. O que ninguém imaginava era que aquele acto ridículo se devia a um jogo de vida ou morte. Literalmente.
Esta história, passada há 40 anos, é uma das muitas que ilustram o lado sombrio do futebol. É desse lado negro, mas também do contraponto heróico, que este livro nos fala, passando em retrospectiva quase um século de Mundiais de futebol. De Sindelar a Hitler, de Eusébio a Salazar, de Sócrates a João Havelange, de Maradona a Margaret Thatcher, passando por Romário, Drogba e pelo caso “Saltillo”.»

el-coelhoJorge Coelho. O Todo Poderoso – Fernando Esteves (Esfera dos Livros)
«“Jorge, ou é internado ou morre.” O aviso chegou através de um fax manuscrito. Era a derradeira tentativa de Helena Boquinhas, médica de Jorge Coelho, para o resgatar da escuridão do quarto de sua casa, o seu refúgio enquanto tratava um cancro que o devastou física e psicologicamente. Estava com uma depressão profunda. A violência das sessões de quimioterapia e radioterapia a que se submetia era avassaladora. E só com a ajuda da sua mulher Cecília e da filha Maria João conseguiu atravessar o calvário do cancro. Quando soube que estava curado, chorou. Mas até hoje permanece em alerta. A luta do ex-dirigente socialista contra a doença súbita que quase o matou é um dos capítulos mais surpreendentes desta biografia, que resulta de cinco anos de investigação, durante os quais o jornalista Fernando Esteves entrevistou mais de 70 pessoas que contaram episódios que nunca partilharam publicamente.
Ao longo destas páginas ficamos a conhecer pormenores sobre a morte de Sousa Franco em plena campanha eleitoral para as eleições europeias de 2004, os bastidores de todas as polémicas que minaram o guterrismo por dentro, como o Totonegócio e os “jobs for the boys”, ou a “cilada” que foi montada a António José Seguro em 2004 para impedir que o atual líder socialista se candidatasse contra José Sócrates à chefia do PS. Também a polémica contratação de Jorge Coelho para a liderança executiva do grupo Mota-Engil, a quem adjudicara contratos milionários enquanto ministro, é abordada em detalhe, assim como as suas ligações ao universo discreto da maçonaria, com a revelação da loja maçónica em que foi iniciado e dos respetivos membros.»

A PEPPA VAI AO DENTISTA KA VISITA DE ESTUDO DA ESCOLA KA Peppa vai ao Dentista e A visita de Estudo da Escola (Bertrand)
«A Peppa tem de ir ao dentista, e desta vez o Jorge e o Senhor Dinossauro também vão. Como é a primeira vez que o Jorge vai, sente-se um bocadinho nervoso. Como será que ele e o Senhor Dinossauro se vão portar?
Em A vista de estudo da Escola a Peppa e os amigos vão fazer uma visita de estudo à montanha e estão muito contentes. Viajar no autocarro é sempre divertido! Quando chegarem lá acima, o que será que eles vão descobrir?»

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s