Assim começa… «Morte nas Trevas», de Pedro Garcia Rosado

«Há duas luzes acesas, uma no seu próprio escritório, que fica no último andar da casa, e a outra no segundo andar, na suíte da ama da sua filha.
Claudia, a mulher que trouxe há dez anos da Roménia para tomar conta da filha, pode estar acordada às quatro horas da madrugada desde que pelo menos às sete e meia esteja pronta a desempenhar as suas funções. Mas a única pessoa que pode acender as luzes no seu escritório é ele, Mircea Drekke. E Mircea Drekke encontra‑se no lado de fora, na estrada que atravessa a sua propriedade e que conduz à sua própria casa, ao lado do seu motorista, no carro que os trouxe de um negócio insatisfatório em Lisboa.
Portanto, há um intruso no escritório, e o facto de a única janela com outra luz acesa ser a da suíte de Claudia sugere que a ama da filha pode ser essa pessoa.»
(Topseller, 2014)ts-trevas

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s