Novidades Editoriais de Abril (I)

PrintMas é Bonito – Geoff Dyer (Quetzal)
«A partir do modo como ouve a música de Charles Mingus, Thelonious Monk, Bud Powell, Art Pepper, Chet Baker, entre outros, e a partir de uma série de fotografias de músicos e formações, Geoff Dyer improvisa e ficciona oito variações como se fossem, cada uma delas mas também em conjunto, um romance.
Cético quanto à validade das contribuições da crítica musical para o desenvolvimento do jazz, Geoff Dyer resolveu “inventar” um género que servisse de porta de entrada a este universo em que não é possível destrinçar a obra artística da vida de quem a criou: um registo fluido entre a ficção e biografia, entre a crítica e o relato impressionista. Partindo de factos, de entrevistas e de fotografias, Dyer improvisa e cria, não como um escritor, mas como um músico de jazz, como alguém que sucumbiu à magia desta forma espontânea.»
11 de abril

As Aventuras de NgungaAs Aventuras de Ngunga – Pepetela (Dom Quixote)
«Escrito em 1972, numa época em que Angola vivia ainda sob o jugo colonial, esta é a história de um jovem guerrilheiro do MPLA, de carácter determinado e recto, que se faz homem aprendendo a pensar pela própria cabeça. Uma história pungente e terna que não deixará nenhum leitor indiferente.
Escreve o autor a dada altura: “Se Ngunga está em todos nós, que esperamos então para o fazer crescer? Como as árvores, como o massango e o milho, ele crescerá dentro de nós se o regarmos. Não com água do rio, mas com acções. Não com água do rio, mas com a que Uassamba em sonhos oferecia a Ngunga: a ternura”.»
15 de abril

ul-caoO Ano do Cão – Roderick Nehone (Ulisseia)
«Rivelino d’Antero é um enfermeiro reformado, de 64 anos de idade, que se interna num asilo ao ficar sem meios próprios para se sustentar, depois de ter sido abandonado por Bibí, única filha que lhe restara. Cassundinho é um miúdo deslocado que emigra para Luanda com Bolinha, um fino doberman que ele adoptara no Porto Quipiri, e com o seu cão fiel pulula pelas ruas da grande cidade, fica deslumbrado com a modernidade, aprende as regras da sobrevivência na selva de asfalto e, certo dia, é detido pela polícia com as bugigangas que vendia, separando-se do animal. No seu vaguear pela urbe, depois da polícia ter levado o seu dono e amigo Cassundinho, o cão chega ao asilo, em cujo portão encontra Rivelino absorto com a contagem dos carros que passam. O bicho dá uma mijadela numa das pernas do velho e aí começa uma sinistra batalha entre o animal e o homem pelo quarto que este ocupa no lar, a qual termina sendo vencida por …. exactamente num momento em que os chineses celebravam o Ano do Cão.»

pe-diaboDeixa Dormir o Diabo – John Verdon (Porto Editora)
«David Gurney, um ex-detetive da Polícia de Nova Iorque, aceita encontrar-se com uma jovem que está a realizar um documentário sobre o Bom Pastor. Uma década atrás, uma série de assassinatos fizeram deste serial killer notícia de primeira página. Mas os crimes pararam, sem que ninguém tenha percebido porquê.
Para o FBI este era um caso arquivado, até que Gurney descobre elementos que a investigação inicial tinha desprezado e arrisca a própria vida para encontrar o Bom Pastor, transformando-se no próximo alvo do assassino.
Dave Gurney sabe que está perante um homem perigoso e inteligente… um diabo que despertou.»
4 de abril

pla-apostaA Aposta da Rainha – Barbara Kyle (Planeta)
«Conseguirá Isabel Thornleigh manter o seu casamento com Carlos? Conseguirá a rainha Isabel manter-se no trono?
O caminho para o trono da jovem rainha Isabel I foi muito arriscado, e acabada de ser coroada já enfrenta uma crise perigosa. Tropas francesas desembarcaram na Escócia para dizimar um exército protestante rebelde, e Isabel teme que por estarem entrincheirados na fronteira, possam invadir a Inglaterra.
Isabel Thornleigh voltou para Londres após regressar do Novo Mundo com o marido espanhol, Carlos Valverde, e o filho. Sempre foi uma serva fiel da rainha e é recrutada para fazer chegar dinheiro aos rebeldes escoceses.
No entanto, a confiança de Isabel I é limitada, e para que tudo corra como pretende, faz do filho desta refém, até que acabe a missão que lhe foi atribuída.
Mas a situação agrava-se quando o marido de Isabel é contratado como conselheiro militar dos franceses, colocando assim o casal em lados opostos e numa guerra-fria mortal.»
2 de abril

losta boys_capaPeqLost Boys – Lilian Carmine (Casa das Letras)
«Acabada de mudar de cidade, Joey Gray sente-se um pouco perdida, até que conhece um misterioso e atraente rapaz perto da sua nova casa. Mas Tristan Halloway não é o que aparenta ser à primeira vista. E há uma razão muito especial para ele andar a vaguear por entre as sepulturas do cemitério da cidade… é uma história romântica e mágica entre uma garota e um fantasma.
Mais do que uma história sobrenatural, Lost Boys fala sobre o amor absoluto, a música e a amizade. Conhece Joey Gray e os seus rapazes enquanto embarcam na maior aventura das suas vidas!»

Capa As Miúdas de GallagherSe Disser que Te Amo, Vou Ter de Te Matar Ally Carter (Booksmile)
«O Colégio Gallagher (para Raparigas Excecionais) parece à primeira  vista uma escola típica, onde as adolescentes se  preocupam em combinar a cor da mala com o top que vão  usar, e suspiram quando um professor giro lhes sorri.
Isso até é verdade, mas o que o comum dos mortais desconhece é que nas suas malas levam câmaras ocultas e o tal professor giro dá aulas de Preparação para Missões Secretas. O Colégio garante que forma os maiores génios do país… mas na realidade é a melhor e mais conceituada escola de espias e agentes secretas.
Cammie Morgan (ou Camaleão, como gostam de lhe chamar) é uma das miúdas de Gallagher. Passou para o segundo ano do curso e pode dizer-se que é uma ótima aluna: é fluente em catorze línguas e capaz de matar um inimigo de sete maneiras diferentes (uma das quais apenas com esparguete cru).
Mas ela é também uma adolescente. E no momento em que conhece um rapaz da cidade, que nunca poderá saber quem ela é na realidade, percebe que há questões para as quais o Colégio não a preparou. Cammie está prestes a enfrentar a missão mais perigosa de sempre: apaixonar-se! Será que está preparada?»

CIA_3CIA – Joias de Família – Eric Frattini (Bertrand)
«20 anos de segredos, finalmente revelados.
Do autor de Mossad – Os Carrascos do Kidon, Os Abutres do Vaticano e Cosa Nostra.
Prólogo de Jorge Silva Carvalho, Ex-Diretor Geral do SIED.
«Na CIA fazem-se coisas que é melhor não tentar explicar». Dwight Eisenhower, presidente dos Estados Unidos (1953 – 1961).
Operação 5412 – Objetivo: eliminar o primeiro-ministro da República do Congo, Patrice Lumumba. Motivo? Ser um “marxista perigoso”.
Caso NOSENKO – Objetivo: revelar a verdadeira identidade do ex-agente do KGB Yuri Nosenko. Como? Injetando-lhe LSD; recluindo-o numa cela onde nunca se apagam as luzes; deixando-o sem comer durante dias e obrigando-o a beber a própria urina.
Projeto MKSEARCH – Objetivo: criar um assassino que mate apenas ouvindo uma palavra-chave.
Programa PHOENIX – Objetivo: identificar e destruir o aparelho comunista no Vietname do Sul. Como? Matando, torturando, violando e executando prisioneiros de guerra.»
4 de abril

Joao NinguemJoão Ninguém, Soldado da Grande Guerra – Capitão Menezes Ferreira (Notas e enquadramento histórico de David Castaño) (Bertrand)
«“Este livro de Menezes Ferreira é um impressivo retrato da participação portuguesa na Primeira Guerra que permite abrir várias portas e colocar questões sobre um conjunto de acontecimentos que moldaram o século XX e condicionaram a história política do país, constituindo um excelente ponto de partida para todos aqueles que pretendem conhecer este momento marcante da história contemporânea universal e as suas implicações em Portugal.”
Menezes Ferreira nasceu em Lisboa em 1889. Foi um militar com um conhecimento efetivo e prático do envolvimento de Portugal na Grande Guerra: não só integrou a primeira força expedicionária enviada para Angola e participou na batalha de Naulila, como acompanhou desde a primeira hora a constituição do Corpo Expedicionário Português e a sua progressiva integração na frente, participando na reorganização das forças portuguesas que se verificou após La Lys. Além disso, aderiu à República, tendo sido ajudante de Brito Camacho, líder do Partido Unionista, e envolveu-se numa conspiração militar contra o regime instituído a 28 de Maio.»
4 de abril

bb-coisandesCoisandês – Vera de Vilhena (Verbo)
«“Quem diria que o abaixo-assinado, profissional do Palavrês, iria entender tão bem esta nova linguagem, o Coisandês. Logo nas primeiras linhas deste livro de estórias da Vera, percebe-se que ela habita num mundo onde as coisas falam por si, as colheres correm discretas à frente das nossas bocas famintas de uma sopa, ou um lápis se esconde debaixo da mesa para que não se escreva aquilo que nos passa pela cabeça. A Vera mete a imaginação pelo buraco da agulha e costura enredos que nem num palheiro se encontrariam. (…) A Vera vê sonhos que mais ninguém vê porque sabe que há mais luz para além do Sol. (…) Surpreendo-me com este talento de dar vida a coisas que definimos como inanimadas (…) Com este Coisandês o tempo passa a correr.” Júlio Isidro, in prefácio.
Prémio Revelação APE/BABEL na categoria de literatura infantil e juvenil»

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s