Novidade Editoriais de Fevereiro (III)

teo-Tenho o Direito de me DestruirTenho o Direito de me Destruir – Kim Young-ha (Teorema)
«Num tempo em que a eutanásia e a morte assistida estão na ordem do dia, o narrador anónimo deste romance ajuda pessoas a morrer. Mas não porque se encontrem doentes, simplesmente porque se sentem fartas da vida. Bastam-lhe dois ou três clientes por ano para sobreviver; mas nem sempre se torna fácil encontrá-los e, por isso, é preciso ler muito, viajar, saber de pintura, fazer pesquisa, seguir alguma pista. (“As conversas fluirão mais facilmente se eu souber quais as bandas, pintores e escritores que preferem.”) Foi assim, de resto, que descobriu a bela e tentadora Se-yeon, que partiu o coração aos dois irmãos que se apaixonaram por ela; e também Mimi, a artista que nunca permitia que a filmassem porque tinha medo de se ver a si mesma. E quem sabe se se tornará sua cliente a rapariga de Hong Kong que conheceu num museu, em Viena, e parecia fugir de um passado terrível?

pe-culpadoO Culpado – Lisa Ballantyne (Porto Editora)
«Daniel Hunter é um experiente advogado londrino que dedicou anos da sua vida a defender causas perdidas. No entanto, a sua vida altera-se quando conhece Sebastian, um jovem de onze anos acusado de matar Ben, de apenas oito, com quem brincava no parque pouco antes do assassinato.
À medida que vai conhecendo a difícil vida familiar de Sebastian, o advogado recorda-se da sua própria infância, passada em casas de acolhimento, e de Minnie, a mulher que o adotou e salvou com o seu amor, até que também ela o traiu, causando-lhe tanto sofrimento que Daniel a afastou para sempre da sua vida.
Qual terá sido o crime de Minnie, para que a evitasse durante quinze anos? E poderá a forte empatia que sente com Sebastian fazê-lo questionar tudo aquilo em que acreditara até então? Para Daniel, chegou a altura de se confrontar com os fantasmas do passado.»

pe-ripperO Jogo de Ripper – Isabel Allende (Porto Editora)
«Indiana e Amanda Jackson sempre se apoiaram uma à outra. No entanto, mãe e filha não poderiam ser mais diferentes. Indiana, uma bela terapeuta holística, valoriza a bondade e a liberdade de espírito. Há muito divorciada do pai de Amanda, resiste a comprometer-se em definitivo com qualquer um dos homens que a deseja: Alan, membro de uma família da elite de São Francisco, e Ryan, um enigmático ex-navy seal marcado pelos horrores da guerra.
Enquanto a mãe vê sempre o melhor nas pessoas, Amanda sente-se fascinada pelo lado obscuro da natureza humana. Brilhante e introvertida, a jovem é uma investigadora nata, viciada em livros policiais e em Ripper, um jogo de mistério online em que ela participa com outros adolescentes espalhados pelo mundo e com o avô, com quem mantém uma relação de estreita cumplicidade. Quando uma série de crimes ocorre em São Francisco, os membros de Ripper encontram terreno para saírem das investigações virtuais, descobrindo, bem antes da polícia, a existência de uma ligação entre os crimes. No momento em que Indiana desaparece, o caso torna-se pessoal, e Amanda tentará deslindar o mistério antes que seja demasiado tarde.»

ber-corleoneA Família Corleone – Ed Falco (Bertrand)
«Depois o sucesso da saga de O Padrinho de Mário Puzo, eis um valioso segredo que é agora desvendado pela mão de Ed. Falco – a família Corleone. Origem da história conturbada de violência, traição, lealdade e tradição da família mais célebre do mundo, no cinema e na literatura. A Família Corleone promete atrair os leitores de O Padrinho e levá-los ao início desta saga.
Em plena Grande Depressão, no ano de 1933 e na cidade de Nova Iorque, as famílias do crime aumentam o seu poder. Mas com o fim da Lei Seca, dá-se início a uma guerra que irá determinar quais os clãs que irão crescer e quais os que serão violentamente aniquilados.
Para Vito Corleone, nada é mais importante do que a sua família. Com os filhos mais novos, Michael, Fredo e Connie, na escola e ignorando a verdadeira ocupação do pai, e o filho adotivo, Tom Hagen, na faculdade, Vito preocupa-se sobretudo com Sonny, o primogénito. Vito incentiva-o a tornar-se um homem de negócios, mas Sonny, impaciente e rebelde, deseja seguir outra coisa – seguir os passos do pai. Como irá sobreviver esta família às guerras cáusticas da Máfia e do crime? Qual o peso do sangue e da tradição?»

ber-corleoneO Circo Invisível – Jennifer Egan (Quetzal)
«Phoebe vive obcecada com a memória e a morte da irmã, Faith, uma bonita e idealista hippie morta em Itália em 1970. Para descobrir a verdade sobre a vida e a morte desta, Phoebe refaz, passo a passo, a viagem que antecedeu o trágico e misterioso fim de Faith, partindo de São Francisco e atravessando a Europa – demanda que irá produzir revelações complexas e perturbantes sobre a família, o amor e uma geração perdida. Com o drama político e as tensões familiares como pano de fundo, este Circo Invisível é também uma viagem iniciática, a busca pela verdade de uma série de acontecimentos passados, e a busca do indivíduo, no início da idade adulta, pelo sentido da sua própria existência. Do declínio da revolução hippie na América, ao calor da revolução estudantil na Europa, passando pelos movimentos radicais de esquerda da Alemanha, este envolvente primeiro romance de Jennifer Egan é um portentoso exemplo da sua invulgar mestria em criar suspense, personagens de grande profundidade e diversíssimos matizes de emoção.»

sl-vejo-teVejo-te – Ireno Cao (Suma de Letras)
«Se fosse possível capturar o prazer, Elena fá-lo-ia com os olhos. Com vinte e nove anos, de uma beleza inocente mas vistosa, ainda não sabe o que é a paixão. O seu mundo gira à roda do fresco que está a restaurar num palácio em Veneza, a cidade em que nasceu. Mas tudo muda quando conhece Leonardo, um chef de fama internacional, que irrompe na sua vida, arrasando tudo: a recente história de amor com Filippo, a ideia que sempre teve de si própria e, principalmente, a sua forma de viver o sexo.
Porque Leonardo, inquilino inesperado do elegante palácio em que Elena trabalha, chegou para lhe abrir as portas de um paraíso inexplorado cujas chaves só ele possui. Mestre na arte de dar prazer através das suas criações culinárias, Leonardo sabe que o prazer é uma conquista de todos os sentidos. E promete levar Elena para lá dos seus limites, até ao doce e perigoso abismo da obsessão. Mas sob uma condição: Elena nunca poderá apaixonar-se por ele. Elena não tem alternativa senão aceitar e deixar-se seduzir por aquele homem de passado obscuro, que parece fugir do seu desejo de o amarrar…»

bks-Os Amigos do Dino 2bks-Os Amigos do Dino 1Os Amigos do Dino 1: Aventuras Megalíticas e Os Amigos do Dino 2: O Roubo das Bananas Assadas (Booksmile)
«Os Amigos do Dino 1: Aventuras Megalíticas e Os Amigos do Dino 2: O Roubo das Bananas Assadas são dois livros super divertidos, coloridos e atrativos, perfeitos para os jovens leitores que iniciam a leitura autónoma (6+).
O Dino, o Reguilas e os seus amigos, vão fazer as crianças viajar no tempo e despertar a imaginação.
Numa Pré-História muito, mas muito distante,  que nunca ninguém conheceu, dinossauros e homens partilhavam a mesma terra. Mas não era fácil! Os dinossauros, que já ali viviam há algum tempo, não viam com bons olhos os habitantes mais recentes: os trogloditas dos humanos!
Ainda por cima cheios de piolhos! Os homens, por sua vez, tinham medo daqueles monstros cobertos de garras e dentes. Até que um belo dia uma cria de dinossauro, tímida e muito marrona, conheceu uma cria de homem, traquinas e malandra… E foi assim que começaram as aventuras mais divertidas de todas as eras geológicas!»

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s