«After Earth – A Fera Perfeita» – Michael Jan Friedman, Robert Greenberg e Peter David

AfterEarth_FeraPerfeitaPoderia começar por referir que A Fera Perfeita, prequela de After Earth – Depois da Terra (ambos editados entre nós pela Saída de Emergência), é um bom livro para quem gostou do filme realizado por M. Night Shyamalan e protagonizado por Jaden Smith e Will Smith, mas se o fizesse estaria, aparentemente, a reduzir o número de leitores que poderão apreciar esta obra, pois a versão cinematográfica terá passado algo ao lado do que se poderá considerar um êxito. E reduzir o potencial público seria mau, pois A Fera Perfeita é, essencialmente, um bom livro de ficção científica, tal como já o fora Depois da Terra, de Peter David. E não afirmo isto só porque traduzi o livro, afirmo isto por que me deu gozo traduzir o livro. Por isso, deixem-se de preconceitos contra M. Night Shyamalan e «viajem» até Nova Prime, o longínquo planeta onde os humanos se instalaram depois de esgotarem literalmente a Terra.
Os humanos que ocuparam o novo planeta, uma elite selecionada que deixou para trás na Terra os mais dispensáveis, depararam-se, após a instalação no novo mundo, com o ataque de uma força alienígena exterior, a que deram o nome de Skrel. Nunca houve contacto entre as duas espécies, apenas comunicaram pela via das armas, mas os humanos conseguiram rechaçar o inimigo que – embora isso nunca se tenha sabido em Nova Prime – considerava o solo daquele planeta sagrado, a ponto de não lhe poder tocar. Por força disso, essencialmente por medo do desconhecido, Nova Prime tornou-se um mundo tremendamente militarizado, levando essa parte da sociedade uma grande fasquia dos recursos do planeta. O Corpo Unificado de Patrulheiros tornou-se muito importante, mas a começou a surgir a contestação aos gastos dos militares, dado que na verdade já haviam decorrido séculos sem que nada acontecesse.
Claro que quando do céu começam a cair as «prendas» lançadas pelos Skrel, ou seja, uns seres criados para matar, a quem é dado o nome de Ursa, e se multiplicam as vítimas mortais, os pontos de vista já não são tão radicais. Há uma interação interessante de seguir entre militares, religiosos, cientistas e comunicação social, conduzidos pelas vicissitudes de tudo o que de mau está a acontecer.
Do lado dos humanos, há uma série de personagens interessantes, que se vão desenvolvendo (e revelando) conforme surgem os conflitos dentro da sociedade, instigados por um jornalista à procura de recuperar a fama que já tivera no passado e que representa tudo que de mal há no sensacionalismo. Os dilemas morais são, aliás, o motor de arranque desta obra, que depois se sustenta também, e bem, nas «cenas» de ação, suficientemente sangrentas e gráficas.
Neste A Fera Perfeita vemos também por dentro a sociedade dos Skrel, as divisões, as lutas políticas, a lentidão em tomar decisões face ao ritmo de vida dos humanos, algo totalmente desconhecido aos ex-terrestres que deles só conhecem a sua faceta bélica.
O livro tem um ritmo bastante cativante, com capítulos pequenos e uma escrita fluída, e ainda assim consegue lançar as discussões mais filosóficas e morais sem que se perca o andamento de uma típica obra de ficção científica do segmento de ação.
É, portanto, um bom antecessor de Depois da Terra, com quem faz um bom conjunto, e que deixa muitas pistas para o que poderia ser uma saga distribuída por várias plataformas, desde livros a filmes, etc. Tivesse o filme resultado de outra forma e poderíamos estar a assistir ao nascimento de mais uma saga; como assim não aconteceu, o meu conselho é este: aproveitem bem o que nos chegou, pois não vão arrepender-se.

Autores: Michael Jan Friedman, Robert Greenberg e Peter David
Título Original: A Perfect Beast
Editora: Saída de Emergência
Tradução: Rui Azeredo
Ano de Edição: 2013
Páginas: 316

Sinopse: «Após o êxodo da Terra, os humanos sobreviventes instalaram-se num planeta remoto, Nova Prime. Quando uma força alienígena, conhecida por Skrel, desceu dos céus, o Corpo Unificado de Patrulheiros, uma elite defensiva, resistiu corajosamente. Decorreram séculos sem que houvesse mais ataques, e muitos colonos convenceram-se de que os recursos aplicados na manutenção da força militar seriam mais bem gastos noutras áreas. Mal sabiam o que estava para se abater sobre Nova Prime – algo sedento de sangue.
Conner Raige, último representante de uma linhagem de guerreiros valorosos, é um dos mais promissores cadetes dos Patrulheiros. Os antepassados de Conner estiveram na linha da frente da vitória da humanidade sobre os Skrel. Mas quando estoira uma guerra mortífera, Conner tem de enfrentar uma fera completamente diferente – porque, desta vez, os Skrel trouxeram uma arma secreta: ferozes máquinas assassinas concebidas para eliminar a humanidade de Nova Prime… e do universo.»

Advertisements

One response to “«After Earth – A Fera Perfeita» – Michael Jan Friedman, Robert Greenberg e Peter David

  1. Pingback: «After Earth - A Fera Perfeita» - M...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s