Novidades Editoriais de Outubro (III)

A Cidade do FimA Cidade do Fim – Miguel Real (Dom Quixote)
«Fugindo de uma família com a qual nunca se identificou, Fátimo – assim chamado por ter nascido no ano das Aparições – concorre a um lugar de professor no Liceu Infante D. Henrique, em Macau, acabando por permanecer quase toda a vida nessa cidade que, dividida em duas comunidades aparentemente estanques – a branca e a chinesa –, soube cruzar e reunir o melhor dos costumes de ambas, gerando uma atmosfera social deveras singular.
O protagonista de A Cidade do Fim, partilhando o seu tempo entre a escola e os livros, a portuguesa Maria Augusta – com quem mantém um casamento de fachada – e a chinesa Siu Lin, a “Pequena Flor de Lótus” – por quem nutre desde sempre uma paixão proibida –, será, ao longo de meio século, uma testemunha privilegiada da lenta decadência do poder imperial, dos conflitos com a comunidade chinesa e, por fim, da entrega oficial do território à República Popular da China, em 1999.
Um notável romance de Miguel Real, que assim celebra os 500 anos de relações entre Portugal e a China.»
8 de Outubro

Aventuras de João Sem MedoAventuras de João Sem Medo – José Gomes Ferreira (Dom Quixote)
«Por ocasião do 50.º aniversário da sua publicação, em 1963, a Dom Quixote reedita agora, em novo formato e com nova capa, a 37.ª edição desta obra intemporal que continua a arrebatar tanto adolescentes como adultos.
João Sem Medo habita na aldeia Chora-Que-Logo-Bebes, cujos habitantes vivem presos à tradição de que tanto se orgulham: chorar de manhã à noite. Um dia, o nosso herói decide saltar o Muro que protege a aldeia da Floresta Branca, local onde “os homens, perdidos dos enigmas da infância, haviam estalado uma espécie de Parque de Reserva de Entes Fantásticos”. Tem assim início uma viagem surpreendente, na qual João Sem Medo se irá cruzar com bichas de sete cabeças, gigantes de cinco braços, fadas, bruxas, animais que falam e ainda com o mítico Príncipe das Orelhas de Burro.
História fantástica que recorre ao imaginário mágico, por vezes de inspiração surrealista, este romance de José Gomes Ferreira é um prodígio de efabulação e engenho narrativo.»
8 de Outubro

Tudo PassaTudo Passa – Vassili Grossman (Dom Quixote)
«Ivan Grigórievitch tem vivido num Gulag nos últimos trinta anos. Posto em liberdade após a morte de Stálin, descobre que os anos de terror impuseram uma escravidão moral colectiva. Ivan terá então de esforçar-se por encontrar o seu lugar num mundo que lhe é estranho.
Mas a história de Ivan é apenas uma entre muitas. Assim, conhecemos também o primo de Ivan, Nikolai, um cientista que nunca deixou a sua consciência interferir na sua carreira, Pinéguin, o informador que levou a que Ivan fosse enviado para o campo de trabalhos forçados, e ainda uma série de outros informadores, cada qual com uma desculpa para os seus indesculpáveis feitos.
Tudo Passa é um romance insuportavelmente lúcido sobre o sofrimento humano, de um dos gigantes da literatura do século XX.»
8 de Outubro

Os Filhos da Meia-NoiteOs Filhos da Meia-Noite – Salman Rushdie (Dom Quixote)
«Nascido precisamente ao bater da meia-noite, no exacto momento em que a Índia se tornava independente, Saleem Sinai é uma criança especial. No entanto, esta simultaneidade de nascimento tem consequências para as quais não está preparado: poderes telepáticos ligam-no a outros 1000 “filhos da meia-noite”, todos eles dotados de dons extraordinários. Indissociavelmente ligada à sua nação, a história de Saleem é um turbilhão de desastres e triunfos que espelha o percurso da Índia moderna na sua forma mais impossível e gloriosa.
Publicado em 1981, Os Filhos da Meia-Noite, segundo romance de Rushdie, não só deu notoriedade ao seu autor como se tornou num fenómeno de êxito literário.
A sua adaptação ao cinema é o resultado da colaboração da realizadora Deepa Mehta com o próprio Salman Rushdie, que não só escreveu o argumento como dá também voz ao narrador. 7.ª Edição.
8 de Outubro

pla-memoriasMemórias de Um Amigo Imaginário – Matthew Dicks (Planeta)
«Matthew Dicks inspirou-se no imaginário de uma criança autista que conheceu e criou uma calorosa história de amor e lealdade, narrada por uma personagem improvável: Budo, o amigo imaginário de Max, o menino autista.
Budo é uma voz original e inesquecível, pois é capaz de falar sobre a vida, o amor, a amizade, a infância, a morte, e a paternidade, como uma personagem poderosa e inteligente dentro da cabeça de uma criança autista.
Mas os amigos imaginários só podem existir desde que os seus amigos reais continuem a acreditar neles. Mas um dia Max deixa de acreditar!
E quando Max fica em perigo, mesmo tendo a criança deixado de acreditar nele, Budo arrisca tudo, incluindo a sua existência, para salvá-lo, ou melhor resgatá-lo do que todos à sua volta querem que Max seja e que nunca poderá ser.»
3 de outubro

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s