«A Praia dos Afogados» – Domingo Villar

pe-praiaA Praia dos Afogados é um policial com algo mais. Ou seja, quem se der ao «trabalho» de ler este livro não vai deleitar-se «apenas» com uma história em volta de um crime, vai, isso sim, deleitar-se com um belo romance que retrata uma região (a costa da Galiza) e as pessoas que lá vivem, particularmente a comunidade piscatória, com um realismo e um entusiasmo que não deixa ninguém indiferente.
Domingo Villar, o seu autor (galego, como será fácil de perceber ao longo das páginas), apresenta, a quem não conhece, uma Galiza que não é só aquela que se vê e absorve nos passeios pela costa. A quem conhece, saberá bem lá «regressar», pois com esta leitura é inevitável não reconhecer o ambiente muito típico daquele pedaço de terra logo ali a seguir ao Minho.
O crime, no caso o assassínio de um pescador, é somente o pretexto para nos levar a travar conhecimento com uma série de personagens que poderíamos encontrar ali ao virar da esquina, ou melhor, ao cruzar o rio Minho. Através do inspetor Leo Caldas, que investiga a morte do pescador Justo Castelo, e das pessoas que o envolvem, tanto quem o ajuda a desvendar o mistério da morte, como os suspeitos, podemos traçar um retrato bem realista do dia-a-dia das pequenas populações costeiras e das dificuldades que enfrentam, principalmente depois de findos os anos dourados da faina. São as visitas aos restaurantes/tascos locais, à lota, às casas humildes, à lota, o modo como comem, como passam o tempo, como trabalham, os costumes e as crenças dos pescadores, tudo isso nos envolve, tanto quanto o mistério em si, pois, com discrição, elegância e suavidade, Domingo Villar enreda-nos na trama e quando nos apercebemos estamos completamente presos à história.
O livro tem as voltas e reviravoltas típicas de um policial, mas não daquelas absurdas, antes das que apanham as pessoas desprevenidas na vida real, pois, como sempre, nem tudo o que parece é.
Com uma escrita cuidada e um argumento bem pensado e fundamentado, estamos perante uma excelente leitura, e para aqueles que entendem a presença de muitos diálogos como sinal de escassa qualidade literária, aqui vai um aviso: deixem-se de preconceitos!
Se os houvesse para colar em livros, este A Praia dos Afogados sem dúvida mereceria um selo de qualidade.

Autor: Domingo Villar
Título original: La playa de los ahogados
Editora: Sextante
Tradução: Helena Pitta
Ano de Edição: 2013
Páginas: 420
Sobre o livro: «Uma manhã, o cadáver de um marinheiro é arrastado pela maré até à beira-mar de uma praia galega. Se não tivesse as mãos amarradas, Justo Castelo seria outro dos filhos do mar a encontrar a sua sepultura entre as águas, durante a faina. Sem testemunhas nem rasto da embarcação do falecido, o inspetor Leo Caldas mergulha no ambiente marinheiro da povoação, tentando esclarecer o crime entre homens e mulheres renitentes em revelar as suas suspeitas, mas que, quando decidem falar, indicam uma direção demasiado insólita.»

Anúncios

One response to “«A Praia dos Afogados» – Domingo Villar

  1. Pingback: Os melhores de 2013 | Porta-Livros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s