«A Magia das Estrelas – A Fabulosa Vida de Konstantin» – Tom Bullogh

Capa_Magia das Estrelas_bxÉ bom quando um romance nos surpreende, não é? Confesso que à primeira vista (ou seja, quando vi a capa) este A Magia das Estrelas, editado pela Matéria-Prima, me deixou algo de pé atrás. Pareceu-me um livro assim do tipo… espiritual. Mas ao ver que se tratava de um romance baseado na história verdadeira de Konstantin Tsiolkovsky, que, no século XIX, se revelou um dos primeiros a acreditar que seria possível viajar no espaço, fiquei curioso. Primeiro constatei que a capa se desdobra (literalmente) numa agradável surpresa, e depois, e isso é efectivamemte o que mais interessa, pude verificar que o texto se «desdobra» num belo e cativante romance.
Trata-se da história de alguém que tem de enfrentar ao longo da vida uma constante série de adversidades, começando desde logo pelo facto de ter nascido numa região remota da Rússia Central, em Ryazan, junto ao rio Oka, cercado por frio, neve e, claro, lobos. Como se isso não bastasse, Konstantin fica surdo, infectado por escarlatina. Mas isso não o deteve e por entre as belas páginas descritivas de Bullogh, que quase nos faz sentir na pele o frio gélido russo, vemos Konstantin crescer, uma infância como a de qualquer outra criança mas onde revelou uma curiosidade aguçada, incidindo particularmente no funcionamento das máquinas. A era do vapor foi intensamente vivida pelo rapaz que, dada a sua demonstrada inteligência e engenho mesmo com parcos meios, acaba por ser enviado para a longínqua Moscovo – na altura, seria quase tão difícil ir a da Rússia Central a Moscovo, como hoje em dia da Terra ao Espaço.
Os ambientes são brilhantemente descritos pelo autor, tanto os rurais e nevosos como os citadinos, da buliçosa Moscovo, onde o nossa protagonista, vivendo no seio de grande pobreza, vai passando os dias na biblioteca a acumular a sabedoria que viria a fazer dele um professor apreciado, conhecido por efectuar experiências «bizarras» com as quais pretendia testar futuras possibilidades de se viajar até ao Espaço. É curioso que, numa fase inicial da sua estadia em Moscovo, passa pelas mãos e olhos de Kosntantin a Viagem à Lua de Júlio Verne que ele inicialmente entende tratar-se de um livro científico.
Este excelente retrato de época leva-nos assim de uma floresta gelada pejada de lobos até ao Espaço, com a vantagem de na viagem ficarmos a conhecer a vida preenchida do pioneiro Konstantin Tsiolkovsky.
Como curiosidade, refira-se que a acção começa com lobos na floresta, em 1867, e termina com lobos na floresta, cerca de um século mais tarde, na sequência de uma das pioneiras viagens espaciais. Um ciclo de cem anos que se fecha depois de alcançados grandes feitos pelo homem e de uma grande vida de um homem que contribuiu enormemente para essas conquistas já fora do nosso planeta.

Sinopse: «Estamos no Inverno de 1867, em Ryazan, uma cidade nas margens do rio Oka, na Rússia Central. Konstantin tem dez anos e os dias cheios de sonhos de voo — até Moscovo, até às estrelas distantes. Um dia, apanha uma constipação nos bosques gelados, perto de casa, e todo o seu mundo se torna silencioso. Surdo depois da escarlatina, as perspectivas de futuro parecem desesperadas. Apenas o seu encantamento pela nova era de mecanização e as suas extraordinárias visões acerca do futuro da humanidade parecem fazer chegar-lhe alguma esperança.
Para fugir à Terra, Konstantin aprende que tem de viajar a uma velocidade dez vezes superior à de uma bala de espingarda, e oitocentas vezes maior do que a de um comboio expresso. Mas como atingir tão incrível velocidade?
Tom Bullough, dá-nos a conhecer o ambiente de um país no final do século XIX. Das florestas infestadas de lobos, aos bordéis de Moscovo, dos confins da vida na aldeia, ao deslumbramento da Era do Vapor, de uma terrível tragédia à maravilhosa descoberta de um grande amor, A Magia das Estrelas, o brilhante e inspirador romance de Tom Bullough, conta-nos a história extraordinária, e real de Konstantin Tsiolkovsky, o primeiro homem a acreditar que viajar no espaço iria ser uma realidade. A história de um homem, da natureza e do ilimitado poder da imaginação.»

Autor: Tom Bullogh
Título original: Konstantin
Editora: Matéria-Prima Edições
Tradução: Maria do Carmo Vasconcelos
Ano de Edição: 2012
Páginas: 212

Anúncios

One response to “«A Magia das Estrelas – A Fabulosa Vida de Konstantin» – Tom Bullogh

  1. Pingback: «Estrela do Mar», de Joseph O’Connor, foi a minha perola literária de 2012 | Porta-Livros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s