Edson Athayde lança novo romance, «Jonas Vai Morrer», no âmbito de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura – Porta-Livros tem dois exemplares autografados para oferecer

Edson Athayde, famoso criativo brasileiro que entretanto se dedicou à carreira de escritor, lançou o romance Jonas Vai Morrer, no âmbito de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura.
Jonas vai Morrer foi redigido no âmbito de uma residência literária em Guimarães 2012 durante a primeira metade do ano e o enredo desenrola-se na cidade-berço, nos finais dos anos 80, e envolve Pedro, um homem sem passado, o louco 32, um caderno de memórias apócrifo, alguns crimes e tramas que nunca são o que parecem ser. Refira-se ainda que as ilustrações e fotografias do livro foram seleccionadas através de um concurso aberto a participantes de todo o país.
Este é o segundo romance de Edson Athayde, depois de em 2010 ter lançado O Rapaz das Fotografias Eternas.
No âmbito deste lançamento o Porta-Livros, em parceria com o autor e a Guimarães 2012, irá ter dois exemplares autografados do romance para oferecer através de um passatempo, que irá decorrer entre 14 de Novembro (quarta-feira) e 18 de Novembro (domingo).

Sinopse: «Uma coisa é não ter memória, outra coisa é não ter passado. Pedro, um dos protagonistas do livro Jonas Vai Morrer, padece desse mal. Como é dito na obra: “Pedro não lembra muito da própria infância, nem do depois. O rapaz esquecera a criança e o homem esquecera o rapaz. Um dia a apagar o outro, uma fita cassete gasta de tanto uso, o pretérito, um ténue chiado, a reverberar sobre o agora. Isso facilita a vida. Quem não recorda ambições antigas não tem frustrações contemporâneas”. O paradoxo aumenta se levarmos em consideração que Pedro nasceu e vive em Guimarães: “Incontáveis foram as vezes em que Pedro se prostrou no Largo da Alameda a admirar, aterrado, a frase que ornamenta uma das torres da muralha que, em tempos idos, protegia a seminal cidade: ‘Aqui Nasceu Portugal’. Ele não é estúpido, sabe que o dito apenas sublinha a fundação do país. O que não impede que ela, a frase, também realce, com o seu peso, a pequenez, a insignificância de alguém como ele”.
A história de Jonas Vai Morrer, começa a desenrolar-se quando cai nas mãos de Pedro um caderno com um relato apócrifo (será um livro? serão memórias? meras deambulações de um louco?) em que conhecemos Jonas, um personagem com a morte anunciada e um misterioso narrador, assumidamente misógino e misantropo. A partir daí, esse segundo romance de Edson Athayde, escrito no âmbito de uma Residência Literária de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, revela-se um (quase) policial, enredando o leitor em mistérios recorrentes, crimes e tramas que nunca são o que parecem ser.»

Anúncios

One response to “Edson Athayde lança novo romance, «Jonas Vai Morrer», no âmbito de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura – Porta-Livros tem dois exemplares autografados para oferecer

  1. Pingback: Amanhã (14 de Novembro) passatempo com oferta de dois exemplares autografados de «Jonas Vai Morrer», de Edson Athayde | Porta-Livros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s