Dom Quixote editou «A Grande Fome de Mao», de Frank Dikötter

A Dom Quixote lançou há dias A Grande Fome de Mao, um livro do historiador Frank Dikötter, que com nesta obra analisa aquela que é considerada a maior catástrofe de sempre na China, ocorrida entre 1958 e 1962.
Dikötter, depois de aceder a arquivos inéditos (mais de mil documentos), concluiu que a política do Grande Salto, com a qual Mao Tzé-Tung pretendia alcançar e ultrapassar a Grã-Bretanha em menos de quinze anos, provocou a morte de 45 milhões de chineses e não dos entre 15 milhões a 32 milhões até agora referidos nos compêndios de História.
Segundo o estudo, o líder chinês privatizou, colectivizou e amontoou os camponeses em comunas gigantes, tendo a população rural sido privada do seu trabalho, casas, terras, bens e outros meios de subsistência. As novas provas apresentadas neste livro demonstrarão que a coerção, o terror e a violência sistemática foram a base deste período histórico.
Na nota enviada à imprensa pela Dom Quixote, a investigação revela, pela primeira vez, «o que aconteceu nos corredores do poder maíosta» e narra «as experiências quotidianas das pessoas comuns sujeitas a esta catástrofe». Indica também que este estudo permite deduzir que cerca de 2,5 milhões de pessoas foram torturadas até à morte ou sumariamente assassinadas.

Anúncios

3 responses to “Dom Quixote editou «A Grande Fome de Mao», de Frank Dikötter

  1. Escrevo desde Galiza e tenho interesse por este livro. Mas gostava de saber se está escrito em português ou em acordês, para a sua encomenda através de catálogo. Só quero ler livros escritos na nossa Língua comum, sem mutilações arbitrárias que atraiçoem a sua história e etimologia. Obrigado por antecipado por quaisquer informações que me possam oferecer.

    • Boa tarde, estive agora a folhear o livro e, lamento informa lo, esta de acordo com o novo acordo. Cumprimentos Rui Azeredo

      • Obrigado pola sua informação. Eu também lamento, mas sendo assim é um livro que deixarei de comprar. Já me equivoquei uma vez e não quero tropeçar de novo na mesma pedra acordesa. Sempre haverá edições em inglês ou castelhano. Obrigado de novo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s