«Peito Grande, Ancas Largas», do Nobel Mo Yan, regressa na próxima semana às livrarias

Peito Grande, Ancas Largas, o muito procurado único romance editado em Portugal por Mo Yan (Nobel da Literatura em 2012) , deverá estar de volta às livrarias no início da próxima semana, segundo anunciou a sua editora, a Ulisseia, do grupo Babel.
Mo Yan nasceu a 5 de Março de 1955, em Gaomi, província de Shandong, na China. Segundo a Babel, «começou a escrever no início dos anos 80, após uma fase difícil em que foi obrigado a interromper os estudos durante o período da revolução cultural». O seu primeiro romance, publicado em 1981, intitulava-se O Rabanete de Cristal.

Sobre o livro: «Este romance publicado na China em 1995, causou grande controvérsia, acabando por ser retirado de circulação. Num país onde os homens dominam, este é um romance épico sobre as mulheres. Sugerido no próprio título, o corpo feminino serve como imagem e metáfora ao livro. A protagonista nasce em 1900 e casa-se com 17 anos. Mãe de 9 filhos, apenas o mais novo, é rapaz. Jintong é inseguro e fraco, contrastando com as 8 irmãs, fortes e corajosas.
Um romance que percorre e retrata a China do último século através da vida de uma família em que os seres verdadeiramente determinados são as mulheres.»

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s