Esfera dos lIvros lançou «Histórias Bizarras de um Mundo Absurdo»

Histórias Bizarras de um Mundo Absurdo é um livro da autoria de João Ferreira, editado pela Esfera dos Livros, que conta, segundo a editora, episódios «fantásticos, brutais, manhosos, picantes ou mesmo bizarros» da História de Portugal e que «dá nomes e caras aos protagonistas (reis, tiranos, heróis, traidores, espiões, bandidos)».

Alguns exemplos:
«D. Afonso Henriques: Mitos e mistérios do fundador de Portugal
Nasceu com as pernas tortas e foi curado por milagre ou trocado por outro menino. Bateu na mãe, que lhe rogou uma praga, e teve uma visão sobrenatural que o ajudou a ganhar uma batalha decisiva – estes são alguns dos mitos tecidos à volta de D. Afonso Henriques. O lugar onde nasceu continua a ser um mistério mas a tese que aponta Viseu em vez de Guimarães desencadeou uma polémica que tem feito correr muita tinta. Uma coisa é certa: o primeiro rei deu provas de bravura guerreira, de capacidade de liderança política e de sagacidade diplomática. A existência de Portugal é disso testemunha – há nove séculos.

D. Pedro V e D. Estefânia, um casal virgem no trono de Portugal
Foi curto e infeliz o reinado de D. Pedro V, porventura o mais culto e bem preparado de todos os reis de Portugal, que deixou morrer virgem a mulher, D. Estefânia, de quem apreciava sobretudo “a companhia”. São muitos os pontos de contacto do mecenas de Alexandre Herculano com o seu contemporâneo Luís II da Baviera, o protector de Wagner.

O tesouro dos templários veio parar a Portugal?
O processo dos templários deu origem a um dos grandes mitos da história. Condenados, carregaram durante séculos o labéu de gananciosos, traficantes de relíquias, ocultistas, blasfemos e sodomitas. Mas terão os monges-guerreiros sido, pelo contrário, valentes e sábios, diplomatas esclarecidos, vítimas da inveja de um rei e da repressão de um Papa? A verdade é que Portugal não alinhou na perseguição: em vez de caçar e queimar templários, D. Dinis salvou-os. E o emblema dos herdeiros dos cavaleiros do Templo – a cruz de Cristo – partiu à descoberta do mundo nas caravelas do Infante D. Henrique.

A Matança da Páscoa
Existiu ou não uma lista negra com nomes de militares e civis de direita que a extrema-esquerda tencionava matar na Páscoa de 1975? Ou não terá passado de uma provocação da secreta espanhola, desejosa de criar o caos para invadir Portugal? Ou uma casca de banana do KGB soviético em que Spínola escorregou e se espalhou ao comprido? O certo é que serviu de pretexto ao “11 de Março”, o golpe que levou Portugal a viver os meses mais revolucionários de toda a sua história.

O “Caso Angoche”, um mistério da guerra colonial
Passados mais de 40 anos continua por esclarecer um dos casos mais misteriosos da guerra colonial. Uma história da luta pela independência de Moçambique com espionagem internacional, sangue e sexo à mistura.

Como os arquivos da PIDE foram parar ao KGB
A publicação das memórias do antigo general do KGB Oleg Kalugin, em 1994, vieram lembrar que Portugal também teve um papel na Guerra Fria. Durante os meses de brasa do PREC (processo revolucionário em curso), entre Abril de 1974 e Novembro de 1975, Lisboa voltou a ser um paraíso de espiões, como 30 anos antes, durante a II Guerra Mundial. Mas em meados dos anos70, aURSS de Brejnev estava na ofensiva, com a América a lamber as feridas da humilhação no Vietname e da vergonha do escândalo Watergate.

Alves dos Reis, o maior burlão da História de Portugal
Falsificou 200 mil notas de 500 escudos mandando imprimi-las na mesma casa impressora que fazia as verdadeiras notas do Banco de Portugal. Uma vigarice de génio…»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.