QuidNovi editou «O Primeiro Amor É Sempre o Último», de Tahar Ben Jelloun

A Editora QuidNovi lançou recentemente O Primeiro Amor É Sempre o Último, obra do marroquino Tahar Ben Jelloun, que entre nos já havia editado livros como Amores Feiticeiros, O Escrivão Publico (ambos na Cavalo de Ferro) ou Uma Ofuscante Ausência de Luz (Asa). Pode recordar aqui uma entrevista feita por mim para «O Comércio do Porto».
Segundo anunciou a QuidNovi. Tahar Ben Jelloun virá a Portugal em Junho.

Sinopse: «O Primeiro Amor é Sempre o Último foi editado em França em 1995.
Inclui vinte e uma curtas narrativas, divertidas, sérias ou maliciosas inspirando-se tanto nas histórias das Mil e uma Noites como na existência quotidiana dos magrebinos. São histórias lendárias ou triviais que nos falam da dificuldade de comunicação entre o homem e a mulher árabes, da incompreensão, da solidão, do amor, da sexualidade, do prazer e da dor.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.