«O Obelisco» – Howard Gordon

Quando me pediram que traduzisse  para a Porto Editora O Obelisco, pensei: “Esta é sem dúvida uma das alturas em que dá ainda mais gosto trabalhar”. Um thriller envolvendo terrorismo e escrito por um dos produtores (Howard Gordon) de uma das minhas séries preferidas (24) só podia dar bom resultado – e felizmente não me enganei.
Confesso, sou fã de literatura de aeroporto, ou, para não dizerem que sou elitista, de, vá lá, livros bons para ler em viagens de comboio. E este O Obelisco é uma excelente obra do género. Sim, já sei, não vai ficar na história da literatura, mas também não estamos aqui só para ler grandes obras. Às vezes, basta uma “pequena” aventura, e esta é na verdade das boas, trepidante como a série 24. Onde havia Jack Bauer, agora temos Gideon Davis, que também tem pela frente uma missão impossível a resolver num curto lapso de tempo.
Davis é também um homem habituado a andar no terreno, pois é mediador ao serviço do governo dos Estados Unidos. Após mais uma missão bem sucedida é homenageado publicamente pelo presidente norte-americano e distinguido pelas Nações Unidas. Mas o descanso não dura muito. Após um muito aplaudido discurso nas Nações Unidas, é-lhe de pronto confiada nova missão, desta vez com um condimento ainda mais… ácido. No sultanato de Mohan, uma plataforma petrolífera é tomada de assalto por um grupo de terroristas que pretende semear o caos no país, de modo a tomar conta do poder, nas mãos de um governante pró-paz e pró-americano. Só que este grupo tem a particularidade de ser liderado pelo temível terrorista Abu Nasir, nada mais nada menos do que o irmão desavindo de Gideon. Por muito que ambos, fortemente patriotas, tivessem visões diferentes de como a América deveria lidar com os extremismos, nunca a Gideon passara pela cabeça que o seu irmão saltasse para o outro lado da barricada. E enquanto lida com isso, tem ao mesmo tempo de evitar que, conforme prometido pelos terroristas caso não fossem satisfeitas determinadas reivindicações, a plataforma expluda, não só pelas vidas de quem lá está como refém, como pelas implicações que isso teria a nível estratégico para os EUA. Sim, é verdade, o idealista Gideon, na hora do aperto, deita o discurso diplomático às malvas e entra em acção, pois sente que é isso que é necessário fazer pelo bem geral.
Howard Gordon lançou assim os dados para uma aventura vivida a ritmo intenso quase desde a primeira página, com perseguições de barco, a pé, escarpas íngremes, selvas, aldeias arrasadas, jogos políticos, voltas e reviravoltas, traições – quem é quem? –, mergulho de alto risco, tiros, mortos, etc., etc., Uma série de condimentos típicos de um thriller que Howard Gordon soube misturar a preceito neste seu romance de estreia, escrito de forma simples e clara, como se pede/exige no género.

Um pensamento sobre “«O Obelisco» – Howard Gordon

  1. Bom-dia, Rui Azeredo!
    Parabéns!

    Sou apaixonada por escrever! Assim, peço licença para informá-lo que no último dia 16/08, lancei no Brasil [moro na Holanda], minha primeira obra literária, o romance “Mevrouw Jane”.
    Eu não poderia estar mais feliz com a opinião de meus leitores e da crítica:

    “Romance de estreia, mas dá a ilusão de ser obra de autora experiente, pelas qualidades que apresenta. Trata-se de um romance intimista – centralizado basicamente em problemas familiares -, que certamente agradará ao leitor desde as primeiras linhas. E ficará encantado com o final surpreendente. É ler para ver.
    (José Augusto Carvalho – Mestre em Linguística pela Unicamp, e Doutor em Letras pela USP)

    Eu me auto publiquei. “Mevrouw Jane” está disponível também como e-book. ISBNs: 978-85-63654-38-0 e 978-85-366-2207-1

    Assim sendo, convido-o para visitar o meu cantinho virtual, explorá-lo e ler o prefácio de “Mevrouw Jane”. Espero não desapontá-lo. Se deixar um comentário, ficarei muito satisfeita!

    Este é o URL: http://josanemary.wordpress.com/mevrouw-jane/

    Escrever é muito mais do que uma terapia, é uma extensão de mim!

    Obrigada, e grande abraço daqui da Holanda!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.