Cristina Rodríguez e Artur Guerra ganham prémio de tradução Casa da América Latina com «2666», de Bolaño

O prémio de tradução literária Casa da América Latina/Banif 2011 foi atribuído a Cristina Rodríguez e Artur Guerra, tradutores de 2666, do chileno Roberto Bolaño, obra editada pela Quetzal em 2010.
O júri do prémio, constituído por Vasco Graça Moura, Annabela Rita e Francisco Belard, destacou ainda a tradução de Salvato Telles de Menezes do romance Balas de Prata, do mexicano Élmer Mendoza, publicado também pela Quetzal, mas em 2009.
A entrega do prémio 2011 está agendada para 13 de Setembro, às 12h00, na Casa da América Latina, em Lisboa.

Um pensamento sobre “Cristina Rodríguez e Artur Guerra ganham prémio de tradução Casa da América Latina com «2666», de Bolaño

  1. É um excelente livro, com uma boa tradução de facto. Mas os candidatos a este prémio deviam ser poucos. O que eu gostava de ver era a escolha da pior tradução; aí haveria milhares de candidatos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.