«A Flor de Abril», de Pedro Olavo Simões e Abigail Ascenso, em destaque na QuidNovi

A QuidNovi lançou na primeira quinzena de Abril A Flor de Abril, de Pedro Olavo Simões e Abigail Ascenso, e Century IV – A Primeira Nascente, de Pierdomenico D. Baccalario, o último livro da série depois de O Anel de Fogo, A Estrela de Pedra e A Cidade do Vento.

A Flor de Abril – Pedro Olavo Simões (texto) e Abigail Ascenso (ilustração)
«A Flor de Abril conta às crianças o que o 25 de Abril foi, fazendo-o. Sem maneirismos nem condescendência, um pai, pintor, busca na memória as respostas à curiosidade do filho, que viu um cravo desenhado sobre o cano de uma espingarda. Com a simplicidade dessa conversa a dois, vemos como Portugal despontou para a liberdade numa madrugada de 1974. Percebemos que país era esse – isolado, amordaçado e mergulhado num conflito que se eternizava. Entendemos que a ânsia de libertação transbordava largamente o universo dos militares que saíram à rua no 25 de Abril. E compreendemos a necessidade de acarinhar valores tão difíceis de conquistar e que, por hoje fazerem parte das nossas rotinas, julgamos serem naturais e isentos de perigo.»

Century IV – A Primeira Nascente – Pierdomenico D. Baccalario
«De cem em cem anos, a humanidade é posta à prova. De cem em cem anos, quatro jovens têm de participar num grande desafio. Outros cem anos passaram e os jovens já foram escolhidos. Depois de Roma, de Nova Iorque e de Paris, o desafio continua em Xangai, a cidade da Água. 19 de Setembro, Xangai. Faltam dois dias para o ajuste de contas, quando o Pacto entre Homem e Natureza for renovado. Mas muitas são as coisas ainda por esclarecer. Electra, Mistral e Sheng estão sentados à mesa, uma mesa de cristal que parece flutuar no meio das nuvens, no hotel mais alto do mundo. viajaram com nomes falsos, para não levantar suspeitas. Mas uma coisa não corre bem: ao apelo falta Harvey. Tem o telemóvel desligado e não mandou uma mensagem sequer. E, no entanto, devia ter aterrado na China há horas… Precisamente naquele momento, Harvey está de facto dentro de um carro com vidros escurecidos, não muito longe do hotel. Ao volante está um chinês com uma tatuagem na nuca, com um ar que nada tem de amigável: Nik Knife. O carro pára diante do arranha-céus de Heremit  evil, o grande inimigo. O homem quer descobrir onde está escondido o quarto objecto.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.