«Dublinesca», de Enrique Vila-Matas, em destaque na Teorema

A Teorema lançou em Fevereiro Dublinesca, de Enrique Vila-Mata, um livro onde, segundo a editora, “ao reflectir sobre o passado traça um cenário apocalíptico para a literatura e para o mercado editorial”.

Dublinesca – Enrique Vila-Mata
«Samuel Riba considera-se o último editor literário e sente-se perdido desde que se reformou. Depois de 30 anos a publicar centenas de escritores sente-se frustrado por não ter descoberto um génio da literatura ao nível de James Joyce ou Samuel Bekett. Um dia tem um sonho premonitório que lhe indica que o sentido da sua vida passa por Dublin. Convence então uns amigos a irem ao Bloomsday e percorrem juntos o coração do Ulisses de Joyce.»

Na Casa de Honey – Elmore Leonard
«Policial que envolve um talhante de origem alemã parecido com Himmler, a sua mulher Honey e uma rede de espiões dirigidos por Vera, mulher mais atraente do que a própria Mata Hari.
De um dos maiores escritores de thrillers de todos os tempos. Talvez um dos mais adaptados por Hollywood.»

A Hora de Morte dos Pássaros – Ignacio Martinez de Pisón
«Livro de contos. “Um grande romancista” chamou-lhe Vila-Matas. Aeroporto do Funchal é o título de um dos contos.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s