Kjell Askildsen e William Gaddis apadrinham novos autores da Ahab

A Ahab anunciou recentemente o seu plano de lançamentos para o primeiro semestre de 2011, onde se destacam obras de novos autores na editora, como Julio Ramón Ribeyro, Bernard Quiriny e Per Olov Enquist, acompanhados pelos “veteranos” na “casa” Kjell Askildsen (à esquerda) e William Gaddis (à direita).

Autores Novos

Março

Prosas Apátridas, de Julio Ramón Ribeyro, «o testemunho espiritual de um dos grandes autores das letras hispânicas do séc. XX. Sobre ele disse Mario Vargas Llosa: “Considero Ribeyro um contista magnífico, um dos melhores da América Latina e provavelmente da língua espanhola, injustamente não reconhecido como tal.”

Abril

Contos Carnívoros, de Bernard Quiriny. «Trata-se do segundo livro deste autor, tendo-lhe valido o Prix Rossel, o galardão literário mais importante da Bélgica. São quatorze contos que gravitam no universo do fantástico, do absurdo e do realismo mágico, na grande tradição de autores como Borges, Cortazar, Stevenson ou Poe. No prefácio, Enrique Vila-Matas refere que Quiriny é “um dos meus escritores favoritos”.

Até Junho

A Visita do Médico Real, de Per Olov Enquist, «que é considerado um dos melhores autores suecos contemporâneos, com obras traduzidas em mais de vinte línguas. A Visita do Médico Real foi distinguida com os prestigiosos August Prize, Independent Foreign Prize e Prix du Meilleur Livre Étranger. Trata-se de um romance poderoso situado no Reino da Dinamarca no final do séc. XVIII, um tempo de grandes promessas e transformações na Europa. Ao descrever a relação triangular entre um rei demente, o seu médico real e a rainha, tem como pano de fundo o grande conflito de ideias do Iluminismo.»

Autores Já no Catálogo

Uma Vasta e Deserta Paisagem – Kjell Askildsen
«Com este volume de contos inquietante, a Ahab dá continuidade à publicação das obras deste grande escritor norueguês, que em poucas páginas consegue descrever as tragédias da vida quotidiana, mostrando as brechas que se abrem no âmago das personagens.»

Carpenter’s Gothic, de William Gaddis, «um dos grandes vultos das letras americanas do século passado. Este é o seu romance mais clássico, que embora se expanda pelo mundo inteiro, concentra-se sobretudo numa velha casa de estilo gótico americano, onde Gaddis encena o absurdo das relações humanas e uma sociedade assente na hipocrisia e na corrupção.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.