“Enquanto Salazar Dormia…” – Domingos Amaral

Aproveitando a sua reedição em formato de bolso na colecção Bis – Leya, dediquei-me à leitura de Enquanto Salazar Dormia…, romance do jornalista Domingos Amaral. E em boa hora tomei essa decisão. Trata-se de um livro bastante agradável de ler, que nos leva, durante essa leitura, até à Lisboa de 1941, um antro de espiões, que aproveitavam a neutralidade de Portugal para aí se instalarem comodamente, fossem eles ingleses ou alemães. E ao mesmo tempo que esses espiões, chegam os refugiados, sejam eles judeus ou milionários à procura de um pouco de paz. Toda essa gente transforma, como nunca, a capital portuguesa numa cidade colorida e agitada, nomeadamente, como manda uma boa história de espiões, nos hotéis e restaurante de luxo e nos casinos.
Domingos Amaral apanha (e retrata) bem o espírito da época (terá feito bem o trabalho de casa a nível de documentação), não se inibindo em colocar na acção personagens reais, dando mais credibilidade às aventuras vivida pelo protagonista Jack Gil, um luso-britânico bem instalado na sociedade que, quando dá por si, está transformado num verdadeira espião ao serviço de Sua Majestade. Não será um James Bond, mas também ele tem uma grande apetência por aventuras com mulheres perigosas, que tanto serão úteis às suas missões secretas como as poderão pôr em perigo. A Jack Gil cabia colaborar no desmantelamento das redes de espionagem nazis instaladas no país e as suas missões levam-no a percorrer todo o país, literalmente de norte a sul.
Tudo isto descreve Domingos Amaral numa linguagem simples e eficaz, que prende o leitor, socorrendo-se ainda de capítulos curtos para cimentar essa “ligação”.
Dá para ver, por este romance, como funcionavam os “neutrais” portugueses da época, sempre prontos a colarem-se a quem estava em alta, de início os alemães, posteriormente os ingleses. Essa ambiguidade começava logo em Salazar, sempre envolvido em jogos de equilíbrio entre uma força e outra. Por isso, na verdade não dormiria assim tão profundamente, mantinha-se era estrategicamente na sombra… para não se comprometer.
Este romance serve ainda para se tomar contacto com uma realidade praticamente desconhecida dos portugueses. Também por cá houve batalhas aéreas e navais, mas como Hollywood nunca pegou no tema… Aliás, Enquanto Salazar Dormia daria um belo filme de espionagem, se houvesse em Portugal um outro tipo de cinema.
Assim, contentemo-nos com este cativante romance, agora ainda mais acessível em versão de bolso.

Anúncios

One response to ““Enquanto Salazar Dormia…” – Domingos Amaral

  1. Também li o livro aqui há uns tempos atrás e achei impressionante a história que este senhor conseguiu escrever recorrendo a um Portugal dourado, salvo seja, de histórias e romances épicos de espiões.
    Comecei logo a pensar em Albano Jerónimo que daria um óptimo Jack Gil, Joaquim de Almeida como o seu companheiro espião bem como as lindas Dalila Carmo e Alexandra Lencastre para as companheiras romanticas do protagonista e outros nomes profundos do cinema português (Nada dos morangos por favor).
    Mas como sempre, o cinema português adora ser “culto” e depois brindam-nos com padres amaros e corrupções. Falta charme aos filmes portugueses. E nem mesmo as séries se escapam, parecendo estarmos sempre a assistir a peças de teatro ranhosas.
    Outro livro que daria excelentes adaptações consiste nas aventuras de Tomás Noronha de José Rodrigues dos Santos (Ainda que o orçamento tivesse que ser substancialmente mais elevado.)
    E como estes, tantos outros.
    Mas enfim, ser português tem destas coisas. Nunca olhamos para os nossos produtos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s