“A Feiticeira” – Michael Scott

A Feiticeira, o tão aguardado terceiro volume da colecção Os Segredos de O Imortal Nicholas Flamel, do autor irlandês Michael Scott, acaba de ser editado pela Gailivro e não defrauda as mais altas expectativas que possam ter sido geradas. Aliás, a cada livro desta colecção dedicada ao público jovem adulto, a qualidade vai subindo. Depois de uma promissora “entrada” com O Alquimista, seguiu-se o não menos cativante O Mágico.
Tal como os anteriores, A Feiticeira é um excelente livro de aventuras, escrito de forma competente, sem grandes artifícios artísticos, é certo, mas suficientemente bem elaborado para cativar desde a primeira linha. Sem tempos mortos, não tem também informação desnecessária – o que num livro de 400 páginas é um grande elogio.
Desta vez a protagonista é a Feiticeira, Perenelle, a mulher do alquimista Nicholas Flanel, que está presa em Alcatraz, ilha onde decorre uma série de lutas épicas contra inimigos mitológicos. Perenelle pode aqui exibir todos os seus poderes, lutando contra uma série de inimigo temíveis, mas contando com preciosas ajudas, como a de um velho conhecido fantasma de Alcatraz.
Entretanto, o Mágico Flamel, desesperado por evitar o avanço dos Anciãos, tenta encontrar quem treine os gémeos da profecia, Sophie e Josh. Nomeadamente procura quem ensina a Sophie a terceira magia elementar – a da Água.
Depois do caos gerado por Dee e Machiavelli em Paris no livro anterior, desta vez o poiso é Londres, onde, para se defenderem, só dispõem da espada Clarent (a gémea de Excalibur) e alguns poderes parcialmente desenvolvido pelos dois irmãos. Já os poderes de Flamel, tal como a sua saúde, estão cada vez mais débeis.
Num bairro abandonado e decrépito de Londres é precisamente isso que fazem, contando com uns inesperados aliados, nomeadamente William Shakespeare – Michael Scott continua assim a introduzir, com muita imaginação, personagens reais da História universal, adaptando-os com excelência ao enredo criado.
O enredo, tal como os seus antecessores, tem um elevado ritmo, prendendo o leitor desde as primeiras páginas, misturando muito bem a realidade e a mitologia para construir uma bela história de aventuras
Mesmo fazendo parte de uma colecção, A Feiticeira tem uma conclusão, ou seja, há sempre uma história principal em aberto, mas o episódio em causa tem o seu desfecho. Naturalmente, no final da obra, para despertar o apetite, são lançada pistas do que vem aí a seguir, e de certeza que o jovem público vai continuar a seguir atentamente esta saga.

3 pensamentos sobre ““A Feiticeira” – Michael Scott

  1. Pedro da Mata

    Estou terminando de ler O Mago e o livro é ótimo! Michael Scott é um autor excelente! Ele consegue fazer com que o leitor fique atento e preso á história dos gêmeos, Scatty e Flamel desde o início! Recomendo a todos!
    Infelizmente a Rocco ainda não publicou A Feiticeira aqui no Brasil, portanto terei de comprar a continuação em algum site de Portugal pois não dá para ficar sem saber o final dessa história fascinante!!! 😀

  2. Pingback: 1001 Mundos lança «O Bruxo», quinto volume da série «Os Segredos de o Imortal Nicholasa Flamel, de Michael Scott | Porta-Livros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.