“O Braço Esquerdo de Deus” e regresso de Dorothy Koomson são grandes apostas da Porto Editora para 2010

A Porto Editora apresentou recentemente as suas novidades literárias para os primeiros meses de 2010, entre as quais se destacam o segundo volume da trilogia do Mal de Ricardo Menéndez Salmón, Derrocada, e o regresso de Dorothy Koomson, com O Amor Está no Ar. O Braço Esquerdo de Deus, de Paul Hoffman, e Testemunho, de Anita Shreve, são outras das grandes novidades da editora portuense. De destacar também a edição do segundo e último volume da obra de Florencia Bonelli Quarto Arcano, intitulado O Porto das Tormentas, e de Revelação, de C. J. Sansom.

SINOPSES

A Lucidez do Amor – Tânia Ganho
«Esta é a história de Michael e Paula, cujas vidas se vão desenrolando em paralelo, numa pequena aldeia de França e numa base internacional no meio do deserto tajique, separados por quatro meridianos e cinco mil quilómetros de distância.
Baseado em quatro personagens profundamente humanas e complexas – o piloto Michael estranhamente supersticioso com licença para matar, a sua mulher, Paula, artista e impressionável, a sogra africana, sábia e marcada para toda a vida, e o sogro amargo que carrega um pesado segredo dos seus tempos na Guiné-Bissau -, A Lucidez do Amor é um romance inquietante e cheio de suspense, que questiona o significado do amor, explorando as diferenças que nos separam uns dos outros, mas que também podem unir-nos irrevogavelmente.»

O Passado que Seremos – Inês Botelho
«Elisa e Alexandre conhecem-se num fim-de-semana no Caramulo. São ambos jovens, pertencem a círculos diferentes, vêem o mundo de perspectivas quase sempre opostas – e, no entanto, parecem incapazes de escapar à atracção que lentamente os envolve. Com avanços e recuos, iniciam então uma relação que não entendem e que questionam. Mas que os marcará para sempre.
Romance de iniciação à idade adulta, O Passado Que Seremos dá-nos o(s) retrato(s) de uma geração e dos caminhos onde procura encontrar a sua verdade.»

Jaguar J. Pedro Baltazar
«Uma vertiginosa estreia literária que nos leva a acompanhar a investigação de James Cadwell e do seu grupo de amigos na busca da verdade sobre a mítica cidade do Eldorado. Pelo caminho, descobriremos também uma sociedade secreta, cujos membros são dotados de poderes físicos extremamente desenvolvidos, para humanos.»

Derrocada – Ricardo Menéndez Salmón
«Uma terrível ameaça recai sobre Promenadia, uma pacata cidade costeira. O Mal irrompe sob a forma de um assassino em série, que seduz vítimas e verdugos, actores e espectadores, transformando-se na sombra da comunidade.
Os pilares de uma sociedade de escassos valores são infectados pela chaga do Terror − um prenúncio da derrocada − a que ninguém, nem mesmo Manila, o cismático polícia encarregado da investigação dos vários crimes, fica imune.
Quem é vítima e quem é carrasco?
Um homem perverso que não tem nada a perder; duas famílias que crêem ter perdido tudo; três jovens que encontram na violência uma forma de expulsar o tédio. Em Derrocada, a única justiça é o horror, a única vocação é a atracção pelo Mal.»

O Jardim dos Segredos – Kate Morton
«O novo livro da internacionalmente aclamada autora de O Segredo da Casa de Riverton.
Uma história inesquecível que nos transporta dos tempos de pobreza pré – I Guerra Mundial até à costa australiana, onde tantos rumaram em busca de um novo começo. Um livro sobre uma mulher e a sua demanda em busca da verdade sobre as origens da sua família.
Uma narrativa belíssima, que nos conduz docemente para uma terra distante…»

História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar Luis Sepúlveda
«Esta é a história de Zorbas, um gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.
Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar.
Com a graça de uma fábula e a força de uma parábola, Luis Sepúlveda oferece-nos neste seu livro já clássico uma mensagem de esperança de altíssimo valor literário e poético.»

O Amor Está no Ar – Dorothy Koomson
«Atreve-se a seguir o seu coração?
Ceri D’Altroy é uma jovem londrina excessivamente empática e desesperadamente romântica que não consegue deixar de interferir na vida dos outros, ainda que com a melhor das intenções. Será ela o Cupido dos tempos modernos?
A estreia da autora do best-seller A filha da minha melhor amiga

O Braço Esquerdo de Deus – Paul Hoffman
«A sua chegada foi profetizada. Dizem que ele destruirá o mundo. Talvez o faça…
O santuário dos Redentores é um lugar vasto e isolado – um lugar sem alegria e esperança. A maior parte dos seus ocupantes foi levada para lá ainda em criança e submetida durante anos ao brutal regime dos Redentores, cuja crueldade e violência têm apenas um objectivo – servir a Única e Verdadeira Fé. Num dos lúgubres e labirínticos corredores do Santuário, um jovem acólito ousa violar as regras e espreitar por uma janela. Terá talvez uns catorze ou quinze anos, não sabe ao certo, ninguém sabe, e há muito que esqueceu o seu nome verdadeiro – agora chamam-lhe Cale. É um rapaz estranho e reservado, engenhoso e fascinante. Está tão habituado à crueldade que parece imune a ela, até ao dia em que abre a porta errada na altura errada e testemunha um acto tão terrível que a única solução possível é a fuga.
Mas os Redentores querem Cale a qualquer preço… não por causa do segredo que ele sabe mas por outro de que ele nem sequer desconfia.»

O Quarto Arcano – O Porto das Tormentas Florencia Bonelli
«Em O Porto das Tormentas, segundo e último volume de O Quarto Arcano, Florencia Bonelli dá continuidade à história de Roger Blackraven e Melody Maguire, com que os leitores se familiarizaram em O Anjo Negro.
Depois de abandonar Buenos Aires, Blackraven chegas às costas brasileiras com os seus primos Marie e Luís Carlos, filhos de Luís XVI e Maria Antonieta, cujas vidas estão em perigo. Aí irá encontrar velhos companheiros de aventuras: o padre jesuíta Malagrida e Adriano Távora, sempre disponíveis para o ajudar nas situações mais difíceis. O domínio de Napoleão sobre a Europa é cada vez mais apertado e obriga os ingleses a procurar na América do Sul novos mercados – comandada pelo almirante Beresford, a invasão inglesa está iminente…
Novos personagens e novos cenários acompanham as aventuras do Escorpião Negro desde a costa americana até à velha Europa. O Porto das Tormentas é um romance repleto de acção: conspirações, assassinatos e abordagens em alto mar fazem desta leitura uma experiência quase cinematográfica.»

Testemunho – Anita Shreve
«Uma pequena cassete de vídeo chega às mãos do director da conceituada Academia de Avery – uma catástrofe de proporções que ninguém será capaz de prever. Mais chocante do que os actos sexuais nela gravados é o facto de terem sido protagonizados por três rapazes com idades compreendidas entre os dezoito e os dezanove anos e uma rapariga de apenas catorze.
Qual caixa de Pandora, a gravação desencadeia uma tempestade de vergonha e recriminação que se abate sobre a pequena comunidade, revelando uma intrincada teia de segredos e mentiras.
As imagens reveladas suscitam mais perguntas do que respostas. Como foi possível tal comportamento no seio de um ambiente tão selecto? Quem é culpado e quem é inocente? Podem as consequências de um acto imprudente ser travadas ou o futuro de todos os envolvidos será irremediavelmente destruído?
À medida que o coro de vozes se levanta, revela-se a surpreendente verdade sobre os acontecimentos daquela noite, e as vidas de todos os envolvidos serão transformadas para sempre.»

Os Dias da Febre – João Pedro Marques
«Descendo a Calçada de Santana e espreitando por entre as cortinas da sua carruagem, Elvira Sabrosa vislumbra Robert Huntley, um inglês que não via desde os tempos da infância, há mais de 20 anos.
Os Dias da Febre narra as circunstâncias que conduziram ao reencontro de Robert e Elvira, e o que dele decorreu. O cerne da acção situa-se em 1857, quando Lisboa estava a ser atingida por uma epidemia de febre-amarela que mataria quase 5 mil pessoas. É nesse contexto alarmante e febril que a intriga se desenvolve e que o leitor é convidado, não só a conviver com as figuras da época, mas também a percorrer a cidade em toda a sua diversidade, dos camarotes do S. Carlos às ruas apertadas de Alfama, das enfermarias do Hospital de S. José às bancadas das Cortes, dos salões das senhoras das classes altas ao bulício do café Nicola.
Romance histórico escrito por um historiador e extensamente apoiado na documentação existente, Os Dias da Febre têm a História sempre presente sem, todavia, se dar muito por ela, já que se trata de uma história da vida quotidiana, embebida na própria narrativa. Isto significa que não estamos apenas perante um romance sobre uma epidemia, a morte e o amor: Os Dias da Febre é também uma viagem pelos sons, os cheiros, as gentes, as casas, os costumes, as cores — numa palavra, pela vida — da Lisboa de meados do século XIX.»

O Labirinto de Água – Eric Frattini
«E se a Igreja que Jesus Cristo queria criar não tivesse um papa?
A jovem arqueóloga Afdera Brooks recebe da sua falecida avó um antiquíssimo manuscrito que esconde revelações chocantes sobre a génese da Igreja Católica e que o Vaticano fará tudo para que não seja revelado.»

A Filha do Regedor – Andrea Vitali
«1931. Enquanto a Itália dá os primeiros passos no fascismo, uma pequena cidade situada nas margens do lago de Como está em polvorosa.
Agostino Meccia, o regedor de Bellano, está determinado a implementar na localidade um projecto ambicioso: uma linha de hidroaviões que ligará Como, Lugano e Bellano. O empreendimento dará prestígio à sua administração, atrairá uma multidão de turistas e fará a inveja dos municípios vizinhos. Uma ideia brilhante… não fosse um problema de tesouraria. Porém, contra todas as contestações, Agostino Meccia não se coíbe de exercer o seu poder totalitário, recorrendo aos fundos reservados do município para levar os seus planos avante. Tudo parece estar a correr-lhe de feição, até que as complicações começam a surgir…
Por outro lado, a súbita paixão entre a sua filha, a jovem Renata, e Vittorio, o filho do padeiro Barbieri, ameaça trazer a lume um segredo que porá em causa a honra de ambas as famílias. Entre escândalos e intrigas, paixões e fraquezas, Andrea Vitali faz desfilar diante do leitor uma miríade de personagens de opereta que compõem este retrato picaresco e absorvente da Itália dos anos 30.»

A Virgem das Amêndoas – Florencia Bonelli
«Na Itália do século XVI, o jovem pintor Bernardino Luini, discípulo favorito do mestre Leonardo da Vinci, é encarregado de pintar um fresco religioso na igreja de Saronno, uma pequena localidade nas colinas da Lombardia. Ao entrar na igreja, a sua atenção é captada pela beleza e pela melancolia da jovem Simonetta, viúva de um poderoso senhor feudal morto em combate.
Sozinha e a ver a sua fortuna desaparecer até não restar nada mais a não ser as amendoeiras da sua villa, Simonetta acede a posar como modelo para Luini, que a imortalizará como a Virgem di Saronno. À medida que o trabalho progride, artista e modelo apaixonam-se, selando o sentimento com um beijo que escandalizará a Igreja.
À genialidade com que Bernardino imortalizará a sua musa, Simonetta retribui com a criação da sua própria obra de arte: um licor especial fabricado com o fruto das suas amendoeiras. O licor ficará conhecido, até aos dias de hoje, como o famoso Amaretto di Saronno.
Contudo, antes de ambos completarem as suas obras, a relação é fortemente abalada por um acontecimento que porá em perigo aquele amor. E as suas vidas.»

Revelação – C. J. Sansom
«Primavera de 1543. Enquanto em Inglaterra se vivem momentos de grande tensão religiosa e convulsão social, Henrique VIII planeia um sexto casamento, sob o olhar atento do vigário-geral, Cromwell. Desta vez, o seu alvo é Lady Catherine Parr, conhecida na corte pelas suas simpatias reformistas.
Entretanto, Matthew Shardlake, afastado dos assuntos da Corte por vontade própria, trabalha no caso de um adolescente maníaco-religioso encerrado no hospital psiquiátrico de Bedlam. Porém, a sua tranquilidade é subitamente interrompida quando um velho amigo e colega advogado, Roger Elliard, é brutalmente assassinado. Shardlake promete à viúva levar o culpado à justiça, mas o que pensava ser um caso de homicídio isolado, é, na verdade, parte integrante de uma melodia diabólica que se propaga a uma velocidade louca pela cidade de Londres. À medida que novas mortes, fruto de um ritual macabro, se vão sucedendo, as investigações de Shardlake conduzi-lo-ão ao jovem de Bedlam, a Catherine Parr – e às profecias do obscuro Livro da Revelação.
Como se não bastasse, o Bispo Bonner prepara uma nova campanha contra o Protestantismo e, à medida que rumores de possessão demoníaca ecoam pela Londres dos Tudor, antigas superstições ganham vida. É numa atmosfera carregada de tensão, com uma onda de fundamentalismo religioso a emergir rapidamente, que Shardlake segue o rasto de um assassino em série que parece divertir-se a desafiar os seus perseguidores…»

O Oito – Katherine Neville
«Catherine Vellis, uma perita informática, vê-se subitamente envolvida numa perigosa busca de um lendário tabuleiro de xadrez que pertenceu a Carlos Magno. Confiado à guarda das freiras da Abadia de Montglane, foi disperso por altura da Revolução Francesa. As suas peças escondem um poderoso segredo cuidadosamente protegido durante séculos. Quem as reunir gozará de poderes ilimitados…»

Um Violino na Noite – Jojo Moyes
«
A Casa Espanhola é uma extravagância arquitectónica agora praticamente decrépita.
Quando o seu proprietário, o velho Pottisworth, morre sem deixar testamento, Isabel Delancey descobre ser a sua única herdeira. Viúva recente, forçada a sair de Londres, vê na casa uma potencial tábua de salvação: a sua única esperança de sustentar os dois filhos sem precisar de vender o seu bem mais valioso – um violino Guarneri.^
Mas os Delancey estão longe de imaginar o que os espera na pacata aldeia de Little Barton…
Matt e Laura McCarthy, seus vizinhos, há muito que escondem a sua obsessão pela propriedade e quando Matt, na qualidade de empreiteiro, se encarrega das reparações no casarão, Isabel não vê o fim das obras que ameaçam consumir as suas parcas economias. Por seu lado, Nicholas Trent, um promotor imobiliário numa situação financeira precária, deposita na Casa Espanhola as esperanças de um novo futuro. E Byron Firth, um homem enigmático que carrega um passado terrível, deseja simplesmente um tecto.
Enquanto soam os acordes de um violino na noite, a vida em Little Barton explode num turbilhão de dramas, intrigas e amores impetuosos.»

2 pensamentos sobre ““O Braço Esquerdo de Deus” e regresso de Dorothy Koomson são grandes apostas da Porto Editora para 2010

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.