“O Mar em Casablanca” – Francisco José Viegas

pe-marQuatro anos depois de “Longe de Manaus” – muito tempo, portanto; demasiado, até – Francisco José Viegas regressou finalmente com “O Mar em Casablanca”, uma edição Porto Editora. E o mínimo que se pode dizer é que valeu bem a pena a espera.
Poder-se-ia até dizer que este livro dispensaria um enredo, dado que só por si as personagens bastariam para o enriquecer; poderia ser assim uma espécie de livro de biografias fictícias. Bastariam as personagens, mas naturalmente que ainda bem que assim não é, pois também o enredo nos prende, e não só pela sua aura de mistério – parece que tudo decorre muito lentamente, sem grande picos, mas quando damos por ela já estamos completamente enredados (em nenhum lado como aqui se aplica tão bem o termo enredo) pela história construída por Francisco José Viegas à volta das suas personagens.
O autor não larga o inspector Jaime Ramos, da Polícia Judiciária do Porto, que volta a assumir o protagonismo, e mais uma vez os crimes que investiga enredam-se na sua vida pessoal. Tudo começa com um cadáver (de um jornalista) que aparece nos bosques que rodeiam o hotel Palace do Vidago, ao qual vai ser associado, mais tarde, um outro crime, este ocorrido nos belos cenários do Douro, onde o morto é um homem de negócios angolano. O que une estes crimes são os conturbados tempos vividos em Angola em 1977, ou melhor, as pessoas que viveram esses tempos.
Jaime Ramos, ajudado por Isaltino de Jesus e José Corsário, tenta unir os pontos dispersos que unem estes crimes, mas ao mesmo tempo, mesmo não o querendo, vai unindo pontos da sua própria vida, levando-o a recuar até à guerra na Guiné, onde conheceu Adelino Fontoura, ao lado de quem combateu, que julgava desde então morto, mas que encontrou ligado aos crimes do Vidago e Douro. A investigação de Jaime Ramos permite-nos conhecer a vida de Adelino, uma vida cheia de acção (é um agente secreto), a que não falta um passado misterioso, que nos leva até à Argentina, à procura do seu pai. Ligada a Adelino, surge Mariana Serra, filha de um casal de portugueses vítimas da convulsão de 1977 em Angola. De todas estas histórias de vida, aparentemente independentes e soltas, nasce a história de “O Mar em Casablanca”, muito bem montada e melhor descrita por Francisco José Viegas, que com a sua escrita simples (não básica!) e pura (cada vez mais depurada) nos leva, antes de chegar a Marrocos, numa viagem que é a viagem dos portugueses, sempre prontos a partir mas quase nunca prontos a soltar definitivamente as amarras.  
Portanto, “O Mar em Casablanca” não é “apenas” um romance de personagens, é também, e de que maneira, um romance de lugares, começando logo pelo Passeio Alegre, no Porto, seguindo-se Vidago, o Douro, a Argentina e, claro, Casablanca, a do filme e a real.
É mais um livro sobre os portugueses no mundo, sempre interventivos em outras paragens, mas sempre deslocados quando longe da pátria. E se alguém sabe escrever sobre este tema, é Francisco José Viegas.

Anúncios

2 responses to ““O Mar em Casablanca” – Francisco José Viegas

  1. Acabei de ler O Mar em Casablanca e concordo inteiramente com o que escreve sobre o livro. Não conheço os outros romances da «série» Jaime Ramos, aliás, nunca tinha lido a ficção de FJV. Foi para mim uma revelação, pareceu-me ser daqueles escritores que; à semelhança de A. Lobo Antunes tem a capacidade de traduzir os sentimentos e a maneira de estar de pessoas mais ou menos comuns.

    Aproveito para agradecer-lhe porque vim parar ao seu blog quando pesquisava uma imagem do livro para usar no meu. Espero que não leve a mal.

    Bom 2010.

  2. Esteja à vontade para usar as fotos das capas, não se preocupe. Ett, vou aproveitar e visitar o seu blog 🙂
    cumprimentos
    Rui Azeredo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s