Romance sobre a vida de Aristides Sousa Mendes sai a 9 de Outrubro

sde-consulA Saída de Emergência lança a 9 de Outubro “O Cônsul Desobediente”, romance histórico de Sónia Louro que tem por protagonista Aristides de Sousa Mendes, uma das grandes figuras da História de Portugal. 

Sinopse: “Há pessoas que passam no mundo como cometas brilhantes, e as suas existências nunca serão esquecidas. Aristides de Sousa Mendes foi uma dessas pessoas. Cônsul brilhante, marido feliz, pai orgulhoso, teve a sua vida destruída quando, para salvar 30 000 vidas, ousou desafiar as ordens de Salazar.
Nascido numa família com laços à aristocracia, Aristides cursa Direito em Coimbra e opta por uma carreira consular. Vive nos locais mais exóticos de África e nos mais cosmopolitas da Europa. Cônsul em Bordéus durante a Segunda Guerra, é procurado por milhares de refugiados para quem um visto para Portugal é a única salvação. Sem ele, morrerão às mãos dos alemães.
Infelizmente, Salazar, adivinhando as enchentes nos consulados portugueses, proibira a concessão de vistos a estrangeiros de nacionalidade indefinida e judeus. Sob os bombardeamentos alemães, espremido entre as ameaças de Salazar, as súplicas dos refugiados e sua consciência, Aristides sente-se enlouquecer. E então toma a grande decisão da sua vida: passar vistos a todos quantos os pedirem. Salvará 30.000 inocentes mas destruirá irremediavelmente a sua vida.
Esta é a história de um grande português. De um herói com uma coragem sem limites. Só é possível compreender o seu feito se nos colocarmos no seu lugar: destruiríamos a nossa vida e a da nossa família em nome da caridade e do amor ao próximo? Até ao seu derradeiro fôlego, Aristides nunca se arrependeu.”

4 pensamentos sobre “Romance sobre a vida de Aristides Sousa Mendes sai a 9 de Outrubro

  1. Otilia

    Grande homem. Merecia mais reconhecimento. Do bem que fez não rezava a história. Só aos 35 anos (há 8), quando o meu filho começou a ter aulas na escola com o seu nome, tive conhecimento da sua história, até aí nunca tinha ouvido falar no “Shindller” portugês.

  2. Filipa

    É errado chamá-lo “Schindler Português”!
    Schindler salvou 1200 pessoas. Aristides de Sousa Mendes salvou 30000.
    Quanto muito, o Schindler é que devia ser comparado ao Sousa Mendes e não o contrário…

  3. Carmo Aroucha

    Gostava de uma explicação, o porque de quem ele salvou alguns com posses não lhe terem socorrido quando ele foi cruxificado pela ditadura de Portugal? Sem emprego sem dinheiro para comer………..Quero entender o que aconteceu, não poderia alguem dos que ele ajudou, o ajudar quando ele foi deportado?

  4. Cidalia

    Não querendo de toudo reponder a CARMO AROUCHA, que é uma boa pergunta. Mas, não devemos esquecer que Portugal esteve fechado ao exterior até 25de Abril de 1974, a nossa comunicação social era sensurada, logo, toda ou qualquer notícia sobre a vida duma pessoa que afrontou o regime e está a sererguida, não pode ser conhecida. A hitoria de Sousa Mendes só se tornou conhecida, quando os relatos de guerra começaram a ser escritos. Como tal e, é o que me parece, as pessoas a quem ajudou nem saberiam das suas dificuldades

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.