“Tigre de Papel” – Olivier Rolin

tigre1Olivier Rolin resolveu passar à escrita aquilo que ele e os seus companheiros de luta e de causa viveram na “quente” época do Maio de 68. Daí surgiu “Tigre de Papel”, uma notável obra, de difícil leitura (é certo), mas cativante e envolvente, por nos levar a uma época (para muitos desconhecida por ser demasiado recente para entrar nos livros de História) que abalou a França e teve repercussões em todo o mundo, já de si muito agitado.
Rolin, romanceando factos ocorridos quando ele próprio, com o nome falso de “Antoine”, lutava contra o poder instalado, põe-se na pele de Martin. Este, um antigo combatente ao regime, já na actualidade, enquanto conduz um “boca-de-sapo” (símbolo da época), conta à filha do seu melhor amigo (Treize) como eram aqueles tempos. O carro vai circulando ininterruptamente pela periférica de Paris (uma espécie de VCI do Porto em grande escala) e Martin debita histórias, justificações, arrependimentos, falando tanto dos momentos gloriosos, como dos fracassos. Trata-se quase de um monólogo, já que a jovem pouco intervém – uma espécie de confissão. Martin (ou Rolin?) tenta deixar tudo explicado, bem claro, para talvez fechar assim um ciclo, ao mesmo tempo que alerta implicitamente para a apatia que se vive na sociedade de hoje em dia.
Quase sempre na primeira pessoa (excepto quando Martin fala para ele próprio) o romance decorre a um ritmo por vezes difícil de acompanhar, sentindo-se uma espécie de ansiedade do autor em contar/confessar tudo o que viveu e pensou.
Mas, fique claro, “Tigre de Papel” não busca o perdão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.