Richard Zimler regressa a 20 de setembro com «Os dez espelhos de Benjamin Zarco»

pe-zarcoOs dez espelhos de Benjamin Zarco é o novo romance de Richard Zimler, escritor norte-americano radicado em Portugal. O livro, nas livrarias a 20 de setembro, numa edição Porto Editora, marca o regresso à família Zarco, presença constante, em várias épocas da História, nos romances de Zimler.
Desta vez acompanhamos dois primos, Benjamin e Shelly, sobreviventes do Holocausto, relatando-nos as suas vidas desde o gueto de Varsóvia até aos dias de hoje. A obra será apresentada pela historiadora Irene Flunser Pimentel, a 12 de outubro, na Casa das Artes, no Porto, e a 16 de outubro, no El Corte Inglés de Lisboa.

Sinopse: «Benjamin Zarco e o seu primo Shelly foram os únicos membros da família a escapar ao Holocausto. Cada um à sua maneira, ambos carregam o fardo de ter sobrevivido a todos os outros. Benjamin recusa-se a falar do passado, procurando as respostas na cabala, que estuda com avidez, em busca daquilo a que chama os fios invisíveis que tudo ligam. E Shelly refugia-se numa hipersexualidade, seu único subterfúgio para calar os fantasmas que o atormentam.
Construído como um mosaico e dividido em seis peças, Os dez espelhos de Benjamin Zarco entretecem-se entre 1944, com a história de Ewa Armbruster, professora de piano cristã que arrisca a vida para esconder Benni em sua casa, e 2018, com o testemunho do filho de Benjamin acerca do manuscrito de Berequias Zarco, herança do pai, talvez a chave para compreender a razão por que Benjamin e Shelly se salvaram e o vínculo único que os une.
Um romance profundamente comovente e redentor, com personagens inesquecíveis. Uma ode à solidariedade, ao heroísmo e ao tipo de amor capaz de ultrapassar todas as barreiras, temporais e geográficas.»

Anúncios

«Medo – Trump na Casa Branca» chega a Portugal em Novembro

MedoNos Estados Unidos, já chegou às livrarias, mas por cá também não falta muito. Medo – Trump na Casa Branca, livro do consagrado jornalista norte-americano Bob Woodward (para quem não sabe um dos responsáveis pela investigação jornalística ao caso Watergate), será editado na primeira quinzena de novembro pela Dom Quixote.

Sobre o livro:
«Tendo acompanhado e investigado a fundo oito presidências, de Nixon a Barack Obama, Bob Woodward revela em primeira mão, num relato sem precedentes e com detalhes nunca antes contados, a vida brutal dentro da Casa Branca de Donald Trump, e como ele decide sobre as grandes questões da atualidade política nacional e internacional.
Woodward baseia-se em centenas de horas de entrevistas com fontes de informação em primeira-mão, e também em notas de reuniões, diários pessoais, ficheiros e documentos oficiais. Medo conta ainda os debates explosivos e as tomadas de decisão na Sala Oval, na Situation Room, no Air Force One e na residência oficial da Casa Branca e é o retrato mais íntimo de um presidente norte-americano em funções alguma vez publicado durante os seus primeiros anos no cargo.»

«Comer/Beber», de Filipe Melo, consagrado como melhor álbum nos Galardões de BD da Comic Con

Comer.jpgO português Filipe Melo, graças ao álbum Comer/Beber (feito em parceria com o argentino Juan Cavia), foi o grande vencedor da edição deste ano dos Galardões de BD, integrada na Comic Con Portugal, em Oeiras.
Filipe Melo e Juan Cavia ganharam o prémio de melhor álbum, com o português a levar ainda o galardão de melhor argumento pelo mesmo álbum.  A boa notícia é que o próprio Melo garantiu na cerimónia de entrega do prémio, que decorreu no passado dia 8 de setembro em plena Comic Con, que os dois mil euros conquistados seriam aplicados no seu próximo álbum.

Eis a lista de vencedores:
Galardão Anual BD Comic Con (para o melhor álbum)
Comer/Beber, de Filipe Melo e Juan Cavia (Tinta da China)
Galardão Melhor Argumento
Filipe Melo, em Comer/Beber (Tinta da China)
Galardão Melhor Desenho
Manuel Morgado, em Dragomante (G-Floy/ComicHeart)
Galardão Melhor Curta
Monte Morte, de André Oliveira e Jorge Coelho (da antologia Silêncio, da Comic Heart/G-Floy)
Galardão Melhor BD de Autor Estrangeiro
Afirma Pereira, de Pierre-Henry Gomont, baseado na obra de Antonio Tabucchi (G-Floy)

Porto Editora lança «Três Coroas Negras», de Kendare Blake, na Comic Con Portugal

Três Coroas NegrasTrês Coroas Negras, da sul-coreana Kendare Blake, marca o início de uma nova série literária que chega a Portugal a 6 de setembro, numa edição Porto Editora. O primeiro volume desta tetralogia de fantasia será apresentado na Comic Con Portugal (Passeio Marítimo de Algés) no próximo dia 9, às 12h45, num painel moderado pela radialista Ana Galvão, onde Kendare Blake participa através de um vídeo. Será discutida a literatura fantástica no feminino, o universo criado para esta obra de fantasia e a influência de outras autoras e livros nesta saga épica.
Na ocasião será lançada uma edição exclusiva de Três Coroas Negras, um livro autografado com uma capa especial e três capítulos extra.

Sinopse
«A CADA GERAÇÃO, NA OBSCURA ILHA DE FENNBIRN, NASCEM TRÊS IRMÃS GÉMEAS.
Três rainhas herdeiras de um só trono, cada uma possuindo um poder mágico muito cobiçado. Mirabella é capaz de inflamar o incêndio mais violento ou a tempestade mais terrível. Katharine consegue ingerir um veneno mortal sem sentir os seus efeitos. De Arsinoe diz-se capaz de fazer florir a rosa mais vermelha e controlar o leão mais feroz.
Mas para uma delas ser coroada rainha, não basta ter a linhagem certa. As trigémeas terão de conquistar o seu direito à coroa, lutando por ele… até à morte.
Na noite em que as irmãs completam 16 anos, a batalha começa. E a rainha que sobreviver, conquistará a coroa!»

Saída de Emergência traz à Comic Con 2018 Steven Erikson, Marjorie Liu e Sana Takeda

A Saída de Emergência volta a apostar forte na Comic Con e para a edição deste ano traz a Portugal , mais precisamente ao Passeio Marítimo de Algés, duas autoras e um autor que vão marcar presença no evento que decorre de 6 a 9 de setembro: Marjorie Liu (em cima, à direita) e Sana Takeda (em baixo, à direita), criadoras da série Monstress, e Steven Erikson (à esquerda), escritor do género fantástico que criou a série Império Malazano.
No sábado (dia 8) vai haver um painel das 12h45 às 13h30 com as autoras de Monstress no Auditório BD e Literatura, a que se seguirá às 14h30 uma sessão de autógrafos no Stand Saída de Emergência.
Já no dia anterior, às 16h30, Steven Erikson estará a dar autógrafos no Stand SDE, voltando no dia 8, às 15h00, mas desta feita no espaço oficial da Comic Con. Às 16h30, e com a duração de 45 minutos, começa o painel com Erikson, no Auditório BD e Literatura. Às 17h30, nova sessão de autógrafos, agora no Stand SDE.  Steven Erikson volta aos autógrafos no domingo, dia 9, no espaço oficial da Comic Con.

Feira do Livro do Porto abre portas nos Jardins do Palácio no dia 7 de setembro

A Feira do Livro do Porto (nos jardins do Palácio de Cristal) começa no próximo dia 7 de setembro (sexta-feira) e o programa já foi apresentado, podendo ser consultado/descarregado aqui na sua versão em PDF. O homenageado da edição deste ano da Feira (que dura até 23 de setembro) é o cantor/compositor José Mário Branco, escolha apropriada num evento em que se debate as ligações entre a literatura e a música.
Mas, José Mário Branco vai estar acompanhado nesta Feira do Livro por outros nomes cativantes, sendo talvez o mais conceituado a nível internacional o da escritora francesa de origem marroquina Leila Slimani, cujo seu romance que adequadamente se intitula Canção Doce ganhou em 2016 o Prémio Goncourt. Outros nomes presentes serão Mia Couto, Afonso Cruz, Mario de Carvalho, Bernardo Carvalho, José Riço Direitinho, Filipa Martins, etc.
Haverá ainda lugar a uma evocação das manifestações estudantis do Maio de 68. Terá lugar no dia 14, às 19h00, e conta com a presença, nada mais nada menos, do próprio Daniel Cohn-Bendit. A sessão, moderada por Rui Tavares, terá por título As Revoluções Imprescindíveis.
Mas, isto é só uma amostra do que há para ver. Tudo em pormenor no programa disponibilizado umas linhas ali acima. Vão ser servidos debates, filmes, música, exposições, um curso de literatura e livros, muitos livros, nas dezenas de bancas espalhadas pelos jardins do Palácio.

Nomeados para os Galardões BD 2018

GBDA 8 de setembro vão ser conhecidos os vencedores dos Galardões de BD 2018, numa cerimónia integrada na edição deste ano da Comic Con Portugal, a decorrer no Passeio Marítimo de Algés de 6 a 9 deste mês.
Os vencedores sairão das cinco categorias selecionadas pelos 21 elementos do Grande Júri, onde eu (Rui Azeredo) me incluo enquanto blogger.
A lista de candidatos é a seguinte, dividida pelas cinco categorias.

Galardão Anual BD Comic Con (para o melhor álbum)
Comer/Beber, de Filipe Melo e Juan Cavia (Tinta da China)
Man Plus, de André Lima Araújo (Kingpin Books)
Olimpo Tropical, de André Diniz e Laudo Ferreira (Polvo)
Os Regressos, de Pedro Moura e Marta Teives (Polvo)

Galardão Melhor Argumento
André Lima Araújo, em Man Plus (Kingpin Books)
Fernando Dordio, em O Elixir da Eterna Juventude (Kingpin Books)
Filipe Melo, em Comer/Beber (Tinta da China)
Pedro Moura, em Os Regressos (Polvo)

Galardão Melhor Desenho
André Lima Araújo, em Man Plus (Kingpin Books)
Fábio Veras, em Jardim dos Espectros (Escorpião Azul)
Manuel Morgado, em Dragomante (G-Floy/ComicHeart)
Marta Teives, em Os Regressos (Polvo)

Galardão Melhor Curta
Fränzi ou A Ponte Destroçada de Um Ilustrador, de Nuno Saraiva (da antologia Viagens, da Comic Heart/G-Floy)
Monte Morte, de André Oliveira e Jorge Coelho (da antologia Silêncio, da Comic Heart/G-Floy)
Monstros, de Filipe Pina e Nuno Lourenço Rodrigues (da antologia Silêncio, da Comic Heart/G-Floy)
Nem Todos Os Cactos Têm Picos, de Mosi (Polvo)

Galardão Melhor BD de Autor Estrangeiro
Afirma Pereira, de Pierre-Henry Gomont, baseado na obra de Antonio Tabucchi (G-Floy)
Bouncer: Hell and Back, de Alexandro Jodorowsky e François Boucq (Arte de Autor)
Ecos Invisíveis, de Tony Sandoval e Grazia La Padula (Kingpin Books)
O Legado de Júpiter vol.1, de Mark Millar e Frank Quitely (G-Floy)

Autores de topo presentes na Comic Con 
Aproveitando a deixa, refira-se que vão estar presentes na Comic Con 2018 vários autores de topo de BD, provenientes desde os comics norte-americanos à banda desenhada europeia, entre outros a géneros. A lista de convidados inclui nomes como Batem, Chris Claremont, Yves Sente, Mark Waid, Mauricio de Sousa, Joe Prado, Tony Sandoval e Miguelanxo Prado, entre outros.

drago.jpgFilipe Faria fala na Comic Con sobre Dragomante no dia 9
No último dia da Comic Con (domingo, 9), o escritor Filipe Faria, responsável pelo argumento da BD Dragomante – Fogo de Dragão (ilustrada por Manuel Morgado), vai estar presente às 16h30 num painel (moderado por mim, Rui Azeredo) para conversar precisamente sobre esta sua obra. Filipe Faria ganhou notoriedade como escritor  do género fantástico, com obras como a série As Crónicas de Allarya.
O autor, que já antes trabalhara com Manuel Morgado em Talismã, vai marcar também presença em duas sessões de autógrafos, nos dias 8 e 9. Manuel Morgado também estará presente para autógrafos no dia 8.